73: 12.Set.2016

0-lutotransp200Em resposta ao meu e-mail:

De: F Gomes
Enviada: sexta-feira, 9 de Setembro de 2016 19:11
Para: Maria Carmo Dionísio

Assunto: RE: Pedido de mudança de médico de família

Boa tarde

Se possível, pretendia saber se as férias de todos os profissionais e das médicas de família já terminaram para saber qual a médica de família que nos foi atribuída.

Obrigado,

Finalmente, chegou hoje um e-mail informando que já tínhamos (eu e a Vera) novo médico(a) de família.

Boa tarde Sr. Francisco,

Venho por este meio informar que a partir de hoje a vossa médica de família é a Dra Salomé Sousa Coutinho.

Atentamente,

Continuo sem qualquer notícia sobre os subsídios a que tenho direito por parte do Centro Nacional de Pensões e da Caixa Geral de Aposentações e já decorreram quase DOIS MESES.

logo_transp_200

24.Jun.2017

24.Jun.2017

17 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
17 horas ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
1 semana ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=6b5092d2_1488655148945]

62: 26.Ago,2016

0-lutotransp200Existe certo tipo de pessoas que afirmam nas redes sociais e em jornais online, a propósito de certas notícias, que têm nojo em serem Portugueses. Discordo completamente. Eu tenho muita honra em ser Português. Tenho é NOJO de ter políticos que (des)governaram Portugal depois do golpe de Estado do 25 de Abril’74 e que o levaram à ruína económica e social. Desses, é que eu tenho NOJO!

Ainda não recebi qualquer resposta ao meu pedido de transferência de médica de família, a mesma que “acompanhou” minha esposa até quase à véspera da sua morte, porque fui informado pelos serviços do Centro de Saúde, quando necessitei de uma consulta no princípio deste mês, que a médica estava doente e possivelmente durante este mês de Agosto não iria estar presente.

Hoje, vim a saber através de outros doentes que têm a mesma médica de família que a “doença” dela era GRAVIDEZ!

Bom, se a gravidez é doença (exclusivamente na classe médica porque nunca tinha ouvido falar nessa “doença”), compreende-se então porque razão a senhora deixou minha esposa definhar até à sua morte porque não era o trabalho de duas enfermeiras virem cá a casa 3 vezes por semana – e já nas últimas semanas de vida dela -, a fim de limparem as úlceras e colocarem novos pensos, com EXPOSIÇÃO ÓSSEA e cheiro fétido (relatório da urgência do hospital de S. Francisco Xavier) que ela própria constatou porque em duas vezes em que esteve cá em casa, que seria a via indicada para a situação decorrente mas sim o seu internamento hospitalar, não nessa altura, mas muito, muito antes conforme eu vinha a solicitar com insistência.

Minha esposa faleceu por ter entrado em falência respiratória devido a choque séptico provocado pela infecção das referidas úlceras. Será que uma médica não tem conhecimento disto?

06072016_03

06072016_04

06072016_05

1mesdesaudade

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=0d3630ab_1488655459117]

48: 28.Jul.2016

0-lutotransp200Hoje, enviei o seguinte e-mail para o Coordenador da USF Santo Condestável:

Data: qui 28/07/2016 20:18
Para: condestavel.sec@csscondestavel.min-saude.pt

Assunto: Pedido de mudança de médico de família

A/c do Exmo. Coordenador da USF Santo Condestável

Exmo. Senhor

Eu, abaixo assinado, Francisco Gomes, utente do SNS XXXXXXXXX, solicito a mudança do actual médico de família (Dra. Irene Martins), de acordo com o disposto no

Artigo 15.º

Livre escolha pelo doente

1 — O doente tem o direito de escolher livremente o seu médico, e este o dever de respeitar e defender tal direito.
2 — O médico assistente deve respeitar o direito do doente a mudar de médico, devendo antecipar-se, por dignidade profissional, à menor suspeita de que tal vontade exista.

Publicado no Diário da República, 2.ª série — N.º 139 — 21 de Julho de 2016

Com os melhores cumprimentos,

F Gomes

Não mencionei motivos porque penso que o que se encontra estipulado na Lei, não me obriga a fazê-lo, mas se for preciso e solicitado, enviarei todos os motivos e razões, juntamente com as imagens dos últimos dias da Tina, para justificar este pedido de mudança de médico de família.

Mais uma vez refiro o juramento de Hipócrates que TODOS os médicos fazem quando terminam o seu curso, entre eles:

Exercerei a minha arte com consciência e dignidade.
A Saúde do meu Doente será a minha primeira preocupação.

Faço estas promessas solenemente, livremente e sob a minha honra.

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=432cd850_1488655945310]

15: 20.Jun.2016

O dia hoje começou às 08:00 horas com a Vera a acordar com 35 de glicémia, bastante agressiva e completamente descontrolada. Depois de passada a crise, a Vera ficou em casa para me ajudar a desmantelar o quarto porque sozinho já não o conseguiria fazer e o esforço foram enormes porque já não tenho forças para trabalhos desta natureza.

Tinha telefonado na sexta-feira a uma Loja Solidária (Betel) para marcar a recolha da mobília de quarto, ficou agendado para as 11:00 horas de hoje, mas dado que a médica e enfermeira vinham de manhã, telefonei para eles a pedir para virem um pouco mais tarde dado que a Tina tinha de ser tratada e observada na cama.

Parecendo que eram eles que estavam a fazer um enorme favor dada a fraca humildade e enorme arrogância demonstrada no trato, informaram-me que tinham atrasado uma entrega de manhã, de tarde tinham uma mudança para fazer e já não poderiam vir cá hoje recolher a mobília (doada).

Como não sou de tretas e já constatei que ser bonzinho não ajuda absolutamente nada, telefonei para a Câmara Municipal de Lisboa, pedi o levantamento dos objectos, disseram-me para os colocar na rua depois das 20:00 horas mas como aqui os passeios são parques de estacionamento privativos dos lordes cá do sítio, o espaço é sempre zero. Assim, eu e a Vera começámos a carregar com a tralha para a rua dado que existia um “buraco” disponível à nossa porta e passada nem uma hora, já lá não estava nada!

Estamos completamente derreados mas ainda falta vir a cama e o colchão para acabarmos a nova arrumação do quarto. Entretanto, a Vera pediu à médica uma semana de apoio à família (sem vencimento) e fomos informados que a Tina terá de ser operada à úlcera que tem na anca para que o osso não saia dado o estado de necrose em que a zona circundante já se encontra. Mais outro problema a juntar a tantos outros…

Entretanto a Tina está a não querer alimentar-se e a médica falou na eventual hipótese de lhe colocar uma sonda. Veremos o desenrolar dos próximos capítulos.

Mais tarde, quando tivermos a disposição final do quarto, colocarei aqui as imagens.

17:00 horas, chegou a cama da Tina mais o colchão viscoelástico, que já foi montada pelos técnicos da empresa e a funcionar (parte eléctrica do comando manual). Tem elevação do tronco e das pernas (duas secções).

Por cima do viscoelástico foi colocado o colchão pneumático com compressor, mesmo à medida e a Tina já se encontra a descansar mais confortável e adaptada às suas maleitas. Não sei se por obra do ruído do aspirador (limpezas), se eu e a Vera estarmos sempre a falar, a Tina está um pouco agitada.

Esta foi a cama e o colchão que a irmã Esmeralda negou dar ajuda através dos restantes irmãos da Tina e da sua filha Isabel que nem se dignou responder ao meu segundo e-mail a saber se tinha entregue o primeiro e-mail à mãe… E anda esta gente a invocar Deus (o delas), orações & companhia… Beatas de merda!

A primeira refeição da Tina na cama:

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

17 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
17 horas ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
1 semana ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=6e480216_1488657935622]

12: 17.Jun.2016

Pelas 09:30 horas de hoje, tive a visita da enfermeira que veio limpar e mudar os pensos à Tina. São vários: nos dois pés, nos dois cotovelos no cócix e o mais grave de todos, na anca.

Ainda não me tinha apercebido da gravidade dessa úlcera na anca e hoje, depois de tirar uma fotografia, é que constatei esse facto (a imagem poderá ser chocante para pessoas mais sensíveis).

Na próxima segunda-feira, o meu programa diário está bem preenchido:

01.- Vem cá a casa a médica ver a Tina e a enfermeira para o tratamento;
02.- Às 11:00 horas vem uma associação a quem doei a minha mobília de quarto, levantá-la;
03.- Depois das 15:00 horas vêm entregar e montar a cama articulada e o colchão visco-elástico para a Tina.

Em ordem ao terceiro ponto, consegui negociar com a empresa fornecedora, o pagamento no dia 8 do mês que vem, altura em que recebemos os subsídios de “férias” (meu e da Tina) contra a entrega antecipada da mercadoria. Foram sensibilizados para a situação e responderam positivamente.

Da família, nomeadamente uma das irmãs da Tina (Esmeralda) a quem pedi ajuda para esta compra, englobando todos os restantes irmãos e sobrinhos que o pudessem fazer, não obtive qualquer resposta o que demonstra bem a humanidade e a solidariedade desta gente e o tal “grupo” que ela (Esmeralda) disse estar sempre pronto a ajudar, foi só conversa da treta! Hoje, nem sei com que intenção o disse…!

Assim, a Tina a partir da próxima segunda-feira vai ficar melhor posicionada, mais confortável e aliviada da pressão que uma cama “normal” oferece a pacientes com a sua patologia e maleitas já que coloquei de parte toda a esperança (que dizem ser a última a morrer mas a minha já morreu há muito) que a internassem para os devidos cuidados e tratamentos. Não somos ricos, não temos direito à saúde, nem à dignidade de um final de vida tranquilo que todo o ser humano merece e ponto final…

Este fim-de-semana será preenchido a desarticular o meu quarto, esvaziar gavetas com roupas, posicionar tudo de modo a que na segunda-feira às 11:00 horas esteja tudo pronto para sair.

A cama que foi encomendada:

e, por cima deste, o colchão anti-escaras pneumático (com compressor de ar):

Como fico sem cama, tenho um divã articulado que serve perfeitamente para descansar as poucas horas em que o faço, possivelmente comprarei um colchão mais adequado dado que o que veio com o divã é muito fino e os tempos em que (não) dormia no mato, já lá vão e com 21 anos de idade resiste-se a tudo e mais alguma coisa…

Imagem (chocante para pessoas sensíveis) de uma das úlceras da Tina:

Tratamentos de hoje:

http://dai.ly/x4h1h0s

Posição que a Tina toma quando está sentada (as almofadas são para não tombar mais para esse lado):

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

17 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
17 horas ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
1 semana ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=56d49e80_1488658855902]