112: 21.Out.2016

.

0-lutotransp200Em resposta ao e-mail enviado à CGA – Caixa Geral de Aposentações, sobre se o CNP – Centro Nacional de Pensões já lhes tinha devolvido o fax enviado a fim de procederem (CGA) ao pagamento do subsídio de funeral de minha esposa, lembro, ocorrido em 18 de Julho passado, a resposta foi esta:

Assunto: RE:’CGA=001-555-069′ Pedido de informação
De: CGA Geral <cga@cgd.pt>
Data: sex 21/10/2016 10:54
CC: _0CNP <cnp-pensoes@seg-social.pt>

Exmo. Senhor

Informamos que ainda não recebemos a resposta do Centro Nacional de Pensões.

Com os melhores cumprimentos,

UAC12 – Equipa de Atendimento Escrito

=========================

e este foi o e-mail que deu origem à resposta acima:

—–Original Message—–
From: F Gomes
Date: Thursday, October 20, 2016 07:36 PM
To: _0CNP (cnp-pensoes@seg-social.pt)
Cc: DAC-CGA (cga@cgd.pt)
Subject: FW: Pedido de informação

Boa tarde

Pretendo saber se já foi enviada resposta à Caixa Geral de Aposentações relativa ao assunto infra, dado que ainda não recebi qualquer verba referente ao subsídio de funeral de minha esposa.

Obrigado,

Francisco Gomes

=====================

De: F Gomes
Enviada: 3 de outubro de 2016 18:59 p
Para: _0CNP (cnp-pensoes@seg-social.pt)
Assunto: FW: ‘CGA=001-555-069’ Pedido de informação

Boa tarde

Sem qualquer resposta aos meus e-mails anteriores, apenas pergunto se V. Exas. conseguem (sobre)viver sem dinheiro. Gostaria de conhecer a fórmula.

Obrigado,

Francisco Gomes

==================

Ou seja, o CNP – Centro Nacional de Pensões está-se completamente borrifando para que as pessoas possam (sobre)viver ou não, porque se entretanto morrerem, é menos um a receber subsídios… Pelos vistos é esta a política seguida por esta instituição. E basta apenas o CNP devolver à CGA a cópia do Fax por estes enviada por DUAS VEZES, sobre se existe ou não algum pedido de subsídio de despesas de funeral para que a CGA possa desbloquear esse pagamento. É assim tão difícil, porra???

Já pensei apresentar uma queixa ao Provedor de Justiça mas infelizmente este órgão, das vezes que reclamei para outros assuntos bem fundamentados e a exigir uma tomada de posição efectiva, mandou-me apanhar ar no jardim mais próximo…

Não vale a pena viver neste país que tão maltrata os seus cidadãos e contribuintes a todos os níveis. A única culpa que assumo, foi a de não ter emigrado logo que vim da guerra colonial em África.

logo_transp_200

19.Ago.2017

19.Ago.2017

17 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina que fez ontem 13 meses que nos deixou para sempre. Repou…
Read More
17 horas ago19.Ago.2017
18.JUL-2016 - 18.AGO.2017

18.JUL-2016 – 18.AGO.2017

1 dia ago cuidador cuidador
Há 13 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 dia ago18.JUL-2016 – 18.AGO.2017
12.Ago.2017

12.Ago.2017

1 semana ago cuidador cuidador
As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma…
Read More
1 semana ago12.Ago.2017
05.Ago.2017

05.Ago.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de…
Read More
2 semanas ago05.Ago.2017
29.Jul.2017

29.Jul.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch…
Read More
3 semanas ago29.Jul.2017

[powr-hit-counter id=ef8138d3_1488653717224]

59: 20.Ago.2016

0-lutotransp200Dado que o processo de pedido de subsídio de funeral deu entrada na Caixa Geral de Aposentações, este mês (19 de Agosto) já não foi processada a pensão da Tina, o que considero correcto.

Veremos é se a celeridade com que este corte foi efectuado, será proporcional ao pagamento do subsídio de funeral e à pensão a que o viúvo tem direito. Até à data ainda nada foi recebido a não ser uma certa pressão da agência funerária a perguntar se já tinha sido efectuado o pagamento dos seus serviços no que foram informados que o combinado, de acordo com a proposta oferecida aquando da requisição desses serviços, era a de que o pagamento seria efectuado quando recebesse o subsídio de funeral por parte da CGA.

Por isso e dadas as circunstâncias em que o Estado corta na data mas não paga na data, considero que este mesmo Estado não pode ser considerada pessoa de bem e além disso é um Estado ladrão como a seguir provo.

Aquando da campanha para as Legislativas de 2011, Pedro Passos Coelho, um dos concorrentes a primeiro-ministro, entre as muitas aldrabices que impingiu aos Portugueses foi esta que esteve (não sei se ainda lá se encontra) na sua conta do Twitter:

“Todos aqueles que produziram os seus descontos e que têm hoje direito às suas reformas ou às suas pensões, deverão mantê-las no futuro, sob pena do Estado apropriar-se daquilo que não é seu – Pedro Passos Coelho, Campanha Eleitoral a 19 de Maio de 2011”.

Ora a quem se apropria daquilo que não é seu, neste caso, o Estado Português, chama-se LADRÃO. Desconheço outro adjectivo apropriado a esta situação concreta. É que o Estado Português, representado na altura pela pessoa do então primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, ROUBOU 50 euros a uma pensão de 240,00 euros de minha esposa, desde 01 de Janeiro de 2012 até 2015, além de cortes nos subsídios de férias e de Natal de 2011, conforme notícias da época:

Governo corta 50% do subsídio de Natal

http://www.dn.pt/portugal/interior/governo-corta-50-do-subsidio-de-natal-1893470.html

Diário de Notícias 30 DE JUNHO DE 2011 15:03

Função Pública fica sem subsídios de férias e de Natal até 2013

http://economico.sapo.pt/noticias/funcao-publica-fica-sem-subsidios-de-ferias-e-de-natal-ate-2013_129011.html

jornal Económico 14 Out 2011

Quer pensões atribuídas, quer subsídios de férias e de Natal, são bens adquiridos pelos pensionistas e reformados e todo aquele que retire UM CÊNTIMO a esses valores, não passa de um reles ladrão.

0-assinatura

19.Ago.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina que fez ontem 13 meses que nos deixou para sempre. Repou… Read More

19.Ago.2017
18.JUL-2016 - 18.AGO.2017
cuidador cuidador 1 dia ago

Há 13 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.AGO.2017
12.Ago.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017

[powr-hit-counter id=f5c74d9e_1488655554796]

56: 13.Ago.2016

0-lutotransp20027 dias após o falecimento da Tina, pretendo agradecer a todos os que compareceram ao velório em 18 de Julho e ao Serviço Religioso e ao seu funeral em 19 de Julho.

As condolências deixadas na capela da Igreja de Alcântara registaram os seguintes nomes:

– Aladim Martins Chadeca
– Teresa Cardoso Chadeca
– Serafim Augusto Pinto
– Esmeralda Scheidecher Guilherme
– Francisco Wahnon
– Paulo Alexandre Cardoso Chadeca
– Nuno Miguel Cardoso Chadeca
– Maria Manuela Martins Gil
– Joaquim Gil
– Maria José Pinto
– Isabel Guilherme
– Ana Cristina Guilherme
– Liliana Chadeca
– Irene Lopes
– Rosa Almeida
– Almerinda Lopes Santos
– Pe. Fernando Tavares
– Fernando Guilherme
– Sandra Paula Chadeca Gomes Venceslau

além de mais familiares, colegas da Vera e Sandra que estiveram presentes e não assinaram a folha de condolências.

Quero também profunda e reconhecidamente agradecer as coroas e ramos de flores enviadas por:

– Colegas da Vera na Empresa Stanley Security
– Colegas e Amigos da Vera na Empresa Stanley Security
– Em nome pessoal de Luis Miguel Ribeiro (Presidente) e em nome do Conselho de Administração e dos trabalhadores da ANAC (Autoridade Nacional da Aviação Civil),  Empresa onde trabalha a Sandra Paula (filha)
– Irmãos da Tina
– Elizabete Wahnon, colega da Vera Gomes (filha)
– Deolinda e Filhos (penso que seja da senhoria do andar em que habitamos há 17 anos e que está emigrada em França. Este ramo foi entregue pela D. Almerinda, cunhada da D. Deolinda).

IMG_20160718_200657

Obrigado a todos pela vossa solidariedade nesta dor tão profunda.

tina-transpDescansa em Paz, querida.

0-assinatura

19.Ago.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina que fez ontem 13 meses que nos deixou para sempre. Repou… Read More

19.Ago.2017
18.JUL-2016 - 18.AGO.2017
cuidador cuidador 1 dia ago

Há 13 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.AGO.2017
12.Ago.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017

[powr-hit-counter id=bc3113a2_1488655650716]

41: 19.Jul.2016

0-lutotransp200A Tina foi hoje a sepultar pelas 10:30 horas, tendo sido efectuado um acto religioso cerca das 10:00 horas na Casa Mortuária da igreja de Alcântara e o serviço esteve entregue à agência Almeida que foram extremamente competentes, desde o início, em toda a linha.

O cortejo fúnebre seguiu depois para o cemitério da Ajuda e a Tina foi depositada na campa nº. 3659. Ainda não consegui digerir a situação, mais parecendo que estou vivendo um terrível pesadelo.

A separação, ao fim de 52 anos foi extremamente dolorosa e será muito difícil apagá-la da minha memória nem que eu vivesse mais 200 anos.

Assim como lhe demos um final de vida o mais digno e confortável possível, com todos os cuidados que os vários médicos que a assistiram NUNCA QUISERAM DAR à Tina, também o seu corpo dado à Terra terá a mesma dignidade durante os próximos 5 anos de sepultura, com a construção de uma cercadura e lápide em mármore (com floreira).

Este serviço apenas será efectuado daqui a mês e meio sensivelmente dado que obedece a critérios logísticos do cemitério da Ajuda.

Descansa em Paz meu amor. Nunca te esquecerei. A cama onde passaste os teus últimos dias, será a minha até ir ter contigo.

18072016_04

0-assinatura

19.Ago.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina que fez ontem 13 meses que nos deixou para sempre. Repou… Read More

19.Ago.2017
18.JUL-2016 - 18.AGO.2017
cuidador cuidador 1 dia ago

Há 13 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.AGO.2017
12.Ago.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017

[powr-hit-counter id=e68a8505_1488656267929]