4: 21.Mai.2016

Ontem, fui contactado pela dra. Marisa Mendes, assistente social da Associação Alzheimer, que me informou que os custos da higiene diária de segunda a sexta-feira, custariam 300 euros.

Esta higiene consta de tirar a fralda, limpeza da zona, colocação de nova fralda e levá-la para a sala, além dos banhos que entendesse precisar.

Considero uma exorbitância esta verba em ordem ao meu rendimento e a mesma encontra-se fora do meu orçamento familiar. Contudo, não posso deixar passar a minha indignação pelo facto de os cálculos para chegarem a esta verba, não contemplarem as despesas com água, luz, gás, renda da casa, alimentação, farmácia, transportes, impostos (IRS) e outras, pois nada disto é de borla e contam para a coluna do DEVE se levarmos a coisa para termos contabilísticos.

É que o orçamento familiar é um género de pequena empresa onde existem, na mesma, duas colunas: DEVE e HAVER. Na coluna HAVER, incluem-se os recebimentos/receitas, neste caso as pensões de reforma; na coluna DEVE, incluem-se TODAS as despesas (e não apenas algumas) que a família tem.

E, contabilisticamente, se a coluna do DEVE é superior à coluna do HAVER, algo está errado porque ninguém pode pagar o que não possui. Se a coluna do HAVER é superior à coluna do DEVE, existe saldo positivo e, de acordo com o volume desse saldo, pode ou não existir espaço de manobra para o aplicar.

Mas infelizmente e contra o artº. 64º. da Constituição da República Portuguesa, contra todos os princípios de humanismo, quem tem dinheiro pode pagar a sua saúde e quem não tem, vai morrendo lenta e inexoravelmente por falta dos cuidados para manter, nos níveis considerados dignos, a sua saúde ou os tratamentos e assistência que necessita.

Nesta conformidade, vou ter de continuar a tratar da Tina, porque não posso aceitar o preço destes serviços que se chamam pomposamente de Cuidados Continuados Domiciliários, até chegar a um ponto em que também vou necessitar que alguém cuide de mim. E aí, vai ser o fim da picada…

Em ordem à Tina, hoje verifiquei que a mão direita quase que não mexe e, quando está sentada, não tem força para a levantar. O vídeo mostra a situação.

0-assinatura

18.Out.2018 - 27 meses

18.Out.2018 – 27 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018

08.Out.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas…
Read More
2 semanas ago08.Out.2018
01.Out.2018

01.Out.2018

3 semanas ago cuidador cuidador
Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem…
Read More
3 semanas ago01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

3 semanas ago cuidador cuidador
OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal…
Read More
3 semanas agoCuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…
22.Set.2018

22.Set.2018

4 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita e hoje é (foi) um dia especial para ti e para mim, minha querida. Faz hoje 45 anos que…
Read More
4 semanas ago22.Set.2018

[powr-hit-counter id=85b06bd4_1488660000410]

3: 14.Mai.2016

Desde a semana passada que a Tina começou a deixar de andar. Arrasta-se ou não mexe mesmo as pernas. O que implica um esforço tremendo da minha parte e da Vera para a levar à casa de banho ou à cozinha para tomar as refeições.

Temos de utilizar a cadeira de rodas para estes percursos mas o maior problema é o acordar de manhã dado que não tendo acção nos membros inferiores, tem de ser levada em peso até à cadeira e o mesmo acontece ao deitar.

A nova posição da Tina é toda deitada para a frente, quer quando se senta, quer quando a tentamos levantar, tornando-se um peso morto e de difícil manobra.

Na quarta-feira passada contactei a assistente social da USF Santo Condestável, a mesma que veio cá a casa com a médica de família e uma enfermeira, solicitando informação sobre os cuidados domiciliários e seus custos, porque infelizmente hoje tudo se paga a peso de ouro.

Disse-me que iria contactar a Associação Alzheimer que possui este tipo de serviços ao domicílio mas até hoje ainda não obtive qualquer resposta.

A Tina também já chegou à fase de urinar de noite, pelo que tivemos de começar a utilizar outros tipos de fraldas e pensos super-absorventes porque a urina era de tal modo, que passava a cueca-fralda e a protecção que colocávamos sobre a cueca, passando ao pijama e aos resguardos da cama.

Hoje, tirei umas imagens de como a Tina se posiciona na cadeira.

0-assinatura

18.Out.2018 - 27 meses

18.Out.2018 – 27 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018

08.Out.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas…
Read More
2 semanas ago08.Out.2018
01.Out.2018

01.Out.2018

3 semanas ago cuidador cuidador
Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem…
Read More
3 semanas ago01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

3 semanas ago cuidador cuidador
OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal…
Read More
3 semanas agoCuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…
22.Set.2018

22.Set.2018

4 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita e hoje é (foi) um dia especial para ti e para mim, minha querida. Faz hoje 45 anos que…
Read More
4 semanas ago22.Set.2018

[powr-hit-counter id=dc60025c_1488660128624]

2: 07.Mai.2016

A Tina já suja a fralda todos os dias durante a noite. Enquanto esta situação se verificava de tempos a tempos, desde há uma semana que acontece diariamente.

Mas as dificuldades não são apenas estas, A Tina quase que não se mexe e para levantá-la da cama e levá-la à casa de banho, tenho de levá-la em peso porque ela arrasta-se, não mexendo as pernas o que já vai sendo bastante difícil não só para a minha idade, como pela hérnia abdominal que tenho.

Não tenho um ÚNICO DIA de descanso, estou alerta 24 horas por dia, sete dias por semana, trezentos e sessenta e cinco dias por ano! E ainda há quem reclame de férias e regalias!

Na segunda-feira, a meu pedido, vêm cá a casa a médica de família, a assistente social e uma enfermeira para fazerem uma avaliação à Tina, dado que já não tenho forças nem condições para continuar a cuidar da Tina. Afinal para que servem a merda dos hospitais? Essa treta da rede de cuidados continuados não passa de um negócio, aliás, como é tudo nesta sociedade podre, desumana, assassina. Pagar para cuidados de saúde primários?

Não fazendo apologia ao regime fascista de Salazar, o ditador tinha mais consideração pelas pessoas que esta corja de bandalhos de políticos, todos eles, sem excepção, da extrema-esquerda à extrema-direita. Em cada Posto da Caixa, como antigamente se chamavam ao que hoje designam por USF’s, existiam especialidades que hoje apenas as encontramos nos hospitais e a troco de taxas “moderadoras”. No meu Posto tinha dentista, cardiologia, psiquiatria, clínica geral, enfermagem e até aparelhos para RaiosX se fosse necessário tirar um tórax.

Por hoje é tudo. Encontro-me cansado, desiludido, psicologicamente abatido.

0-assinatura

18.Out.2018 - 27 meses

18.Out.2018 – 27 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018

08.Out.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas…
Read More
2 semanas ago08.Out.2018
01.Out.2018

01.Out.2018

3 semanas ago cuidador cuidador
Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem…
Read More
3 semanas ago01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

3 semanas ago cuidador cuidador
OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal…
Read More
3 semanas agoCuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…
22.Set.2018

22.Set.2018

4 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita e hoje é (foi) um dia especial para ti e para mim, minha querida. Faz hoje 45 anos que…
Read More
4 semanas ago22.Set.2018

[powr-hit-counter id=1615d18d_1488660157353]

1: 04.Mai.2016

Mais um vídeo, repetitivo é certo, mas é o que acontece TODOS os dias. A Tina tinha 8 fraldas de bebé para estar nesta aflição de manhã à noite!

0-assinatura

18.Out.2018 - 27 meses

18.Out.2018 – 27 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018

08.Out.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas…
Read More
2 semanas ago08.Out.2018
01.Out.2018

01.Out.2018

3 semanas ago cuidador cuidador
Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem…
Read More
3 semanas ago01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

3 semanas ago cuidador cuidador
OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal…
Read More
3 semanas agoCuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…
22.Set.2018

22.Set.2018

4 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita e hoje é (foi) um dia especial para ti e para mim, minha querida. Faz hoje 45 anos que…
Read More
4 semanas ago22.Set.2018

[powr-hit-counter id=9c47b57f_1488660186214]

0: 01.Mai.2016

Hoje são os 3D’s: Dia de Aniversário da Tina (81 anos); Dia do Trabalhador e Dia da Mãe.

Embora estes dias já nada signifiquem para nós, por múltiplas razões.

Neste Dia, que reunia à mesa a nossa Família, as duas filhas, as duas netas, o genro e nós, para celebrarmos mais um dia de vida, deixou, por isso, de possuir qualquer significado familiar e afectivo.

A Vera trouxe um bolinho do Dia da Mãe que será para logo colocarmos as velas e a Tina poder soprar os seus 81 anos de vida, mal sabíamos nós que seria o seu último Aniversário com vida!

Se tudo correr bem, colocarei aqui um pequeno vídeo desse momento.

0-assinatura

18.Out.2018 - 27 meses

18.Out.2018 – 27 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018

08.Out.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas…
Read More
2 semanas ago08.Out.2018
01.Out.2018

01.Out.2018

3 semanas ago cuidador cuidador
Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem…
Read More
3 semanas ago01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

3 semanas ago cuidador cuidador
OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal…
Read More
3 semanas agoCuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…
22.Set.2018

22.Set.2018

4 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita e hoje é (foi) um dia especial para ti e para mim, minha querida. Faz hoje 45 anos que…
Read More
4 semanas ago22.Set.2018

[powr-hit-counter id=41f721ae_1488660227279]