334: 01.Jun.2019

Hoje é dia de Aniversário da nossa netinha Raquel que já faz 19 aninhos! Como o tempo passa! Ainda parece que foi ontem que estavas a mudar-lhe a fralda, dar-lhe banhinho, o biberão, as papinhas, os boiões de Bledina, os brinquedos da loja do chinês…

Pois é querida, desde os 4 meses até ir para a escolinha, foste uma Avózinha babada, extremosa e amorosa, quer da Raquel, quer depois da Rita e sacrificaste muitas das tuas escalas hospitalares para poderes tomar conta delas.

Raquel
As manas Raquel e Rita

333: 31.Mai.2019

Hoje, íamos fazer-te uma visita, mas os transportes (Carris) não deixaram, porque depois de 45 minutos à espera do 727 e nos entretantos terem passado 2 carreiras 742, 4 carreiras 751, 3 carreiras 756 e duas carreiras 714, desistimos porque a Vera tem aulas às 14:00 horas e já não dava para irmos ao cemitério e voltarmos a tempo. Isto, porque estamos reduzidos ao 727, dado que os eléctricos 18 já não funcionam há mais de dois meses penso que por obras no palácio da Ajuda (para as festanças de suas excelências os políticos deste país e convidados estrangeiros).

Mas amanhã, apesar de ser sábado e os mesmos transportes públicos continuarem a ser a mesma merda do costume, quer aos fins de semana, quer aos dias de semana, apesar das fake news do responsável pela C.M.L. a tentar angariar novos clientes, esperamos ir visitar-te com mais calma e sem estarmos sujeitos a horários.

O raminho que hoje levávamos – e será depositado amanhã na tua campa -, é este, incluindo ortênsias que tanto gostavas:

332: 27.Mai.2019

Dia da habitual visita à nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam secas, a Vera mudou a água e substituiu-as por um novo raminho de flores mais resistentes a estas temperaturas altas. Ficou um arranjo muito bonito.

 

331: Carta da tua neta Rita

Apenas ontem tive conhecimento, através do WhatsApp, rede que não costumo utilizar no smartphone, aliás, como todas as redes sociais, de uma carta que a tua neta Rita te escreveu e embora não a possas ler, fica aqui o registo.

17/05/19, 23:56 – Rita: Bem, nem sei como te agradecer por tudo o que fizeste por mim, por todos os dias que passaste a cuidar de mim, as histórias que me contavas e das músicas que cantava para me adormecer!

Ainda me lembro quando íamos ao café e tu pedias sempre o pastel de nata morninho. Lembro me também quando acabávamos de almoçar e eu comia sempre o rabinho da tua banana. Ou dos natais passados todos juntos…. Das histórias que me contavas a mim e a mana dos teus dias em crianças com os teus primos e irmãos ou das coisas que aconteciam no teu trabalho, e agora, agora cada vez que vou lá a casa e tu não estás lá para perguntar : “Então como estão as minhas netinhas ” isso é uma dor horrível um vazio dentro de mim.

Todos os dias e todas as noites lembro me de ti e nas saudades dos teus beijinhos e abraços. Ainda hoje me sinto culpada por não me ter despedido de ti por uma última vez, mas ninguém podia adivinhar o que ia acontecer.

Eu juro que sonho contigo a abraçar me mas quando acordo é um sonho… Hoje se pudesse pedir um desejo eu só pedia para te ter de volta connosco… vais sempre deixar uma grande saudade e eu vou levar estás recordações comigo para toda a vida . Podia até não dizer muitas mas… Adoro-te para sempre e o para sempre não tem fim.

17/05/19, 23:57 – Rita: Isso foi uma carta que eu escrevi para a avó a algum tempo e gostava muito que pudesses lê la.

330: 20.Mai.2019

A habitual visita de segunda-feira (ou de outro dia conforme estiver o tempo e as finanças), mas seja qual for o dia, estás e estarás sempre nos nossos corações.

Hoje, tiveste um lindo ramo de flores que a Vera arranjou na jarra. O tempo também ajudou.

 

18.Mai.2019 – 34 meses

Faz hoje trinta e quatro meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

328: 13.Mai.2019

Hoje foi dia de visita à campa da nossa querida e não levámos flores, mas sexta-feira, vais ter um raminho bonito. Devido ao calor, as flores da semana passada estavam secas, foram para o lixo, a Vera mudou a água do copo e ficaste com as flores habituais.

 

327: 06.Mai.2019

Hoje, era para irmos fazer-te a visita semanal mas apenas vai a Vera, desculpa eu não estar presente mas passei a noite mal, nem sei o que tinha, tive de acordar a Vera às 4 da madrugada, mas a “coisa” passou uma hora depois e lá consegui adormecer até às 09:00 horas da manhã.

As preocupações, os aborrecimentos, as desilusões, são muitas e de vez em quando fazem-se sentir no meu estado geral.

A Vera trouxe ontem um raminho de flores que vai juntar-se ao que já tens, mas para já, ficam aqui as imagens dele. Ela vai levar a câmara e quando chegar, coloco aqui o resto das imagens.

Imagens tiradas pela Vera

 

326: 01.Mai.2019

Hoje, é um dia muito especial de recordação, de imensa dor e muita saudade.

Se fosses viva, farias hoje 84 anos de idade Deixaste-nos há quase 33 meses mas estás e estarás sempre presente nos nossos corações, no nosso pensamento e nas nossas recordações.

Com este, é o terceiro ano consecutivo que não apagas as velas do teu bolinho de aniversário minha querida. 52 anos de casados é mais que uma vida e com bons e menos bons momentos, com a minha ausência de 22 meses na guerra, passámos tempos felizes uns, difíceis outros, mas criaste as nossas duas filhas e as nossas duas netinhas que já estão umas mulherzinhas. A Raquel daqui a um mês fará 19 anos e a Rita fez 13 no passado mês de Dezembro.

Não se desejam parabéns a falecidos mas onde quer que estejas, saberás que nunca te esqueceremos minha querida.

Hoje, eu e a Vera vamos visitar a tua campa, onde repousas no teu Sono Eterno. Estivemos contigo anteontem e há dois anos atrás, tiveste a visita da outra filha Sandra e das duas netas, hoje somos apenas nós. Estivemos a fazer-te companhia durante um bom bocado. O dia está lindo, é Primavera, pena não estares cá para podermos ir à feira do Restelo (se é que ainda existe), onde gostavas tanto de comprar as tuas bugigangas…

Qualquer dia encontramo-nos…

(Actualização 01.05.2019@15:00 horas)

Chegámos há pouco do cemitério e deixámos na tua campa mais um raminho de flores muito bonito em homenagem ao teu Dia de Aniversário e umas sentidas lágrimas de muita Saudade, minha querida.

325: 29.Abr.2019

A última visita que te fizemos, foi a 19 de Março, há mais de um mês! Problemas de saúde, de meteorologia e de… orçamento, fizeram não que te esquecêssemos, mas nos impossibilitaram da habitual visita semanal. Hoje, dia de calor, Sol abrasador e apesar das chuvas dos últimos dias, as tuas flores estavam murchas como seria de esperar. Nas hoje ficaste com um lindo ramo de flores. Nunca te esqueceremos querida. Estás e estarás nos nossos corações, sempre, até à morte.