44: 22.Jul.2016

0-lutotransp200Hoje, enchi-me de coragem e fui fazer uma visita à minha querida, na companhia da Vera. As flores já estavam murchas mas com este calor era de esperar.

Espero que o arranjo da campa não demore muito para poder ter sempre flores viçosas à sua cabeceira. Não que isso suavize a minha profunda dor, mas a Tina adorava flores, especialmente as rosas. De onde ela estiver, ficará satisfeita por ver que as flores continuam a fazer parte do espaço dela.

22072016_01

22072016_02

O que me chocou bastante – e vou apresentar uma queixa à administração do cemitério da Ajuda -, foi ter constatado que por cima das flores e da campa da Tina, estavam as tiras de lona com que os cantoneiros costumam fazer descer o caixão à sepultura, quando existe espaço à volta para depositar essas tiras.

22072016_02a

 

E-mail enviado ao cemitério da Ajuda:

Data: sex 22/07/2016 15:49
Para: ‘cemiterio.ajuda@cm-lisboa.pt’

Boa tarde

Minha esposa faleceu no passado dia 18, foi enterrada nesse cemitério a 19 e hoje, dia 22, de visita à campa dela (nº. 3659-17), constatei que por cima das flores e da campa, encontravam-se as tiras de lona com que os caixões são descidos à terra, quando existe imenso espaço em redor para colocar as referidas tiras de lona.

Considero isso uma enorme falta de respeito para quem já não pode reclamar mas que tem quem o faça por ela.

Sem outro assunto de momento,

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=2d91197e_1488656159239]

43: 21.Jul.2016

0-lutotransp200O descanso e a paz não querem nada comigo. Fui acordar a Vera às 09:30 horas e tive de ser eu a tirar-lhe os valores (51) dado que estava extremamente agressiva.

Pedi-lhe ontem para nos levantarmos hoje cedo para irmos ao hospital S. Francisco Xavier levantar o espólio da mãe mas em primeiro lugar estão outras coisas que já nem menciono.

Realmente a vida já não tem nenhum significado para mim.

De tarde, tratei de finalizar o contrato de construção da lápide para a sepultura da Tina e o modelo escolhido, por ser o mais económico, foi este:

lapide_sepultura
Irá levar a inscrição com a data do nascimento e do falecimento, o nome da Tina e a Eterna Saudade do seu Marido, Filhas e Netas, uma vez que a família da Tina não mostrou qualquer interesse em ajudar na compra da lápide.

Sinto-me muito triste, sozinho, sem a presença da Tina que, mesmo doente, foi a minha companhia durante 52 anos. Eu sei que sou egoísta ao pensar assim e que ela estaria a sofrer mas custa muito a separação nestes termos. Não é justo ela ter sofrido tanto. Nem ter partido deste geito…

21072016_01

21072016_02

21072016_03

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=9637e62a_1488656212159]

42: 20.Jul.2016

0-lutotransp200À noite, o sono teima em não aparecer, entrar no quarto que foi nosso durante tantos anos, causa uma dor tremenda e embora já não partilhássemos a mesma cama para que a Tina estivesse o mais confortável possível na sua agonia, eu estive sempre ao lado dela, deitado num divã, velando para que um ai que desse fosse logo ter com ela para confortá-la.

A Tina partiu e deixou um vazio no meu coração que não voltará a ser preenchido. Esta madrugada, estive a arrumar as coisas pessoais da Tina, a ensacar os inúmeros medicamentos que tomava para os deitar no lixo, a levantar a roupa da cama, a última que lhe serviu de repouso e a vazar o colchão pneumático anti-escaras. Doloroso a valer. Não existem palavras que traduzam o turbilhão de sentimentos enquanto fazia estas pequenas tarefas.

A cama da Tina já limpa de lençóis e coberta:

IMG_9965

Hoje, fui com a Vera a Algés mas a minha cabeça não estava ali. As imagens da descida à Terra do corpo da Tina, o som que produzia ao bater no caixão, martelavam constantemente o meu cérebro e várias vezes as lágrimas caíram, teimosas…

Costumam dizer que a vida continua… Pode ser que sim, mas já não é igual à que tinha sido antes.

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=1abb9d86_1488656240166]

41: 19.Jul.2016

0-lutotransp200A Tina foi hoje a sepultar pelas 10:30 horas, tendo sido efectuado um acto religioso cerca das 10:00 horas na Casa Mortuária da igreja de Alcântara e o serviço esteve entregue à agência Almeida que foram extremamente competentes, desde o início, em toda a linha.

O cortejo fúnebre seguiu depois para o cemitério da Ajuda e a Tina foi depositada na campa nº. 3659. Ainda não consegui digerir a situação, mais parecendo que estou vivendo um terrível pesadelo.

A separação, ao fim de 52 anos foi extremamente dolorosa e será muito difícil apagá-la da minha memória nem que eu vivesse mais 200 anos.

Assim como lhe demos um final de vida o mais digno e confortável possível, com todos os cuidados que os vários médicos que a assistiram NUNCA QUISERAM DAR à Tina, também o seu corpo dado à Terra terá a mesma dignidade durante os próximos 5 anos de sepultura, com a construção de uma cercadura e lápide em mármore (com floreira).

Este serviço apenas será efectuado daqui a mês e meio sensivelmente dado que obedece a critérios logísticos do cemitério da Ajuda.

Descansa em Paz meu amor. Nunca te esquecerei. A cama onde passaste os teus últimos dias, será a minha até ir ter contigo.

18072016_04

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=e68a8505_1488656267929]

40: 18.Jul.2016

01.MAI.1935 – 18.JUL.2016

0-lutotransp200A Tina exalou o seu último suspiro no hospital de S. Francisco Xavier, cerca das 00:45 horas de hoje, dia 18 de Julho de 2016.

Foram 52 anos de casamento, duas filhas e duas netas. É uma dor imensa quando vemos partir um ente querido e comparado a esta dor, apenas recordo a do meu querido Pai que me deixou aos 16 anos e que parece ter sido ainda ontem.

Que o espírito da Tina descanse em paz. Um dia destes vou ter contigo minha querida. Nunca serás esquecida.

O funeral realiza-se na terça-feira, dia 19 de Julho de 2016 (às 10:30 horas, precedido de acto religioso), para o cemitério da Ajuda e o corpo será depositado na igreja de Alcântara, obedecendo à índole religiosa da Tina.

DESCANSA EM PAZ, AMOR…

tina-transp

 

drjosegomesDr. José Gomes
Coordenador USF Descobertas
Especialidade: Medicina Geral e Familiar

Este senhor, quando a Tina começou a queixar-se, anos atrás, que estava a perder a memória, disse-lhe que era da “idade”…

O psiquiatra da Fundação Champalimaud, o último a dar uma consulta à Tina no início deste ano de 2016, achou estranho que logo começaram as queixas de perda de memória, o médico não tivesse de imediato mandado fazer TAC’s e exames ao cérebro…

Mesmo que a doença já estivesse a germinar, nessa altura existia uma série de procedimentos tendentes a retardar o que viria dar, anos depois, na sua morte hoje ocorrida.

Casa Mortuária de Alcântara (velório da Tina)

18072016_01

18072016_02

18072016_03

18072016_04

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=81b5f25d_1488656332741]

39: 17.Jul.2016

Penso que estou a escrever um dos últimos capítulos da vida da Tina pois só um milagre poderá dar continuidade à sua vida.

Hoje, pela hora do almoço, demos a medicação à Tina, bem como o almoço, uma sopa de legumes mas que, apesar de muito triturada, devia ter uma folhinha de legume muito pequena que entupiu a sonda gástrica e nós não reparámos nisso.

Telefonámos ao INEM para relatar a situação e eles disseram que iriam mandar a ambulância e depois logo se via o que fazer.

Depois de verificada a situação pelos técnicos do INEM, informaram que tinham de levar a Tina para o hospital para trocarem a sonda.

Fomos para S. Francisco Xavier de seguida e estivemos à espera até às 20:30 horas para saber o resultado das análises, raios x e outros exames que entretanto lhe fizeram. Foi-nos então comunicado pelo médico que a Tina encontrava-se em falência respiratória e o seu tempo de vida estava em contagem decrescente.

Viemos para casa e estamos à espera do desfecho e da comunicação do hospital.

17.Jul.2016 – 21:52

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=ec822997_1488656359843]

38: 16.Jul.2016

A noite passada foi calma, o dia de hoje também dado já não existir a preocupação de a Tina não querer comer assim como a toma dos medicamentos que estão todos a ser feitos via sonda gástrica.

Fica o vídeo do jantar de hoje, uma sopa de legumes que a Vera trouxe do Jumbo. O almoço foi uma sopa de Macedónia de Ervilhas que fiz no robot.

A Tina está com uma ponta de febre devido à infecção urinária mas está a tomar o antibiótico (Cefuroxima 500mg) e o Paracetamol 1g, ambos de 8 em 8 horas.

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=bcb4fc39_1488656389365]

37: 15.Jul.2016

A noite foi calma, hoje vêm cá a(s) enfermeira(s) para mudar pensos e fazer tratamentos e retirar amostra para uma análise (Exsudado purulento superficial – exame cultural, identificação e TSA – úlcera sacro-coccigea) pedida pela médica de família, dra. Irene Martins.

Análise esta que o hospital não quis fazer, não sei com que razões, ou antes, menos uma trabalheira para fazerem…

Assim, a Vera ontem passou pelo laboratório de análise para recolher a zaragatoa e o tubo com que se faz este tipo de análises e hoje vem cá a casa um colega da Vera – a pedido dela e que faz serviço no exterior -, para levar essa análise ao laboratório.

15072016_01

15072016_02

15072016_03

15072016_04

As enfermeiras vieram mais tarde mas tiveram hoje um trabalhão com a Tina porque tiveram de algaliá-la e introduzir-lhe uma sonda para mais facilmente receber os alimentos e medicação dado que a dificuldade para comer e beber eram cada vez maiores.

Segundo informação do hospital S. Francisco Xavier, introduzido na rede informática, a dra. Irene Martins, médica de família, recebeu a informação que a Tina estava com nova infecção urinária e já me enviou por SMS o receituário para o antibiótico a tomar. Também está com febre (37,5ºC) devido à infecção e já tomou um Ben-Uron 1g.

Estiveram também a sugar as secreções que tinha, pelo que pediram um aparelho ao Centro de Saúde para o efeito.

As enfermeiras também tiveram de amarrar os braços da Tina à cama para ela não poder arrancar a sonda.

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=71c3a49a_1488656420282]

36: 14.Jul.2016

A noite foi calma, a Vera é que ao acordar estava com valores baixos (43) e muito agressiva, mas recuperou bem.

Pelas 14:00 horas fui acordar a Tina para lhe dar a medicação e o almoço que cada dia que passa está a tornar-se muito mais difícil pois ela rejeita os medicamentos e a alimentação.

Os comprimidos já têm de ser pisados num almofariz de porcelana e diluídos em água e se antes ainda chupava por uma palhinha de refresco, agora já têm de ser dados pela boca via seringa.

Quanto à sopa, a maior parte das vezes morde a colher, cospe o que tem na boca e torna-se muito difícil alimentar uma pessoa neste estado. É por isto que os hospitais não querem lá doentes deste tipo porque dão MUITO TRABALHO e trabalho não é nada bom para eles pelos vistos…

Por isso os familiares/cuidadores que se amanhem e que se vão desgastando e destruindo o que vai restando da sua sanidade mental e psicológica.

Pena a médica e as enfermeiras não estarem presentes nestas alturas para verem, ao vivo e a cores, a situação, embora elas saibam, melhor que ninguém, qual será o resultado final.

O jantar foi outro inferno. Amanhã vou dizer às enfermeiras que ou arranjam solução para a situação de a Tina rejeitar a comida ou vou ter de começar a tomar atitudes mais drásticas, inclusive chamar a polícia para tomar conta da ocorrência pois eu não quero que me acusem de estar a matar a Tina à fome e à sede!

E não venham com as habituais cantilenas de não há meios, não há recursos… Os meios e recursos são desviados da Saúde para continuar a alimentar os bandalhos e corruptos dos banqueiros que fazem vida de reis e onde nada lhes acontece? Merda de povo este que já nem consegue sacudir as moscas com as orelhas…

 

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=f68c31b6_1488656448789]

35: 13.Jul.2016

O dia de hoje foi calmo, a Tina comeu as suas refeições normalmente e a enfermeira do centro de saúde veio de manhã tirar-lhe o catéter da veia que os INCOMPETENTES da urgência do hospital de S. Francisco Xavier lhe deixaram quando veio para casa (pela segunda vez, note-se!).

A médica de família, segundo informação da enfermeira, já tinha conhecimento que a Tina tinha tido alta e do relatório aqui publicado, dado que o sistema permite essa troca de informações e acesso.

Ficam aqui mais umas imagens do estado debilitado da Tina.

13072016_01
13072016_02

Entretanto e da Ordem dos Médicos, ainda não obtive qualquer resposta à reclamação que efectuei no passado dia 30.Jun.2016 e AQUI PUBLICADA.

No final do dia, houve uma altura em que a respiração da Tina era esquisita, não sei se era expectoração mas fica aqui o registo. Já devia estar a sofrer bastante!

0-assinatura

12.Ago.2017
cuidador cuidador 5 dias ago

As flores naturais cada vez estão mais caras e os ramos mais pequenos o que nos levou a escolher uma… Read More

12.Ago.2017
05.Ago.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Flores da semana passada algo murchas, sem uma gota de… Read More

05.Ago.2017
29.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de sábado passado estavam todas murch… Read More

29.Jul.2017
26.Jul.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Dado que nunca referenciei datas ligadas ao consumismo desenfreado a que estamos sujeitos, foi a min… Read More

26.Jul.2017
22.Jul.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores de terça-feira estavam bastante murchas (eram… Read More

22.Jul.2017

[powr-hit-counter id=cb03f92e_1488656481908]