165: Sete Meses de Profunda e Eterna Saudade

Faz hoje sete meses que a Tina nos deixou para sempre. A saudade e a dor desta separação, ao fim de 52 anos, não tem descrição. É profunda, dolorida. Até o escrever destas simples linhas, dói profundamente.

Tenho uma fotografia da Tina por baixo do monitor e, teimosamente, as lágrimas não param de correr. Maldita doença, malditos médicos que não honraram a sua profissão e o juramento de Hipócrates que fizeram quando terminaram os seus cursos de Medicina!

Eu e a Vera fomos visitar a campa e levámos-lhe um coração de flores brancas. Flores que a Tina adorava em vida e que não se separam dela depois da sua morte.

Descansa em Paz querida, nunca te esqueceremos.

Um coração de flores brancas como brancos e puros eram os seus sentimentos

A Vera a tratar das flores

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade

1 semana ago cuidador cuidador
Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i…
Read More
1 semana ago18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…

1 semana ago cuidador cuidador
Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare…
Read More
1 semana agoPulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016

11.Mar.2016

2 semanas ago cuidador cuidador
Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu…
Read More
2 semanas ago11.Mar.2016
05.Mar.2017

05.Mar.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten…
Read More
3 semanas ago05.Mar.2017
25.Fev.2017

25.Fev.2017

4 semanas ago cuidador cuidador
Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp…
Read More
4 semanas ago25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=b5f0f814_1487434131965]

161: 04.Fev.2017

Transcrevo um comentário que coloquei na minha página do Face:

Não há nada mais doloroso do que ver alguém no final da vida,devido á demência/Alzheimer tentar parecer normal. Mas, depois do cérebro lentamente morrer, tu sabes que a pessoa fisicamente mudou e os cuidadores ficam muitas vezes em estado de choque!! Os pacientes são geralmente acamados, incapazes de se mover e incapazes de comer ou beber. Eu sei que muitos de vocês não se importam com esta mensagem porque a demência/Alzheimer não te tocou. Tu não sabes o que é ter lutado ou ter tido um ente querido que teve uma batalha contra a demência/Alzheimer. A todos os que conheço, peço-vos um pequeno favor: apenas alguns de vocês vão fazê-lo… se conheces alguém que tenha tido uma batalha contra a demência/Alzheimer, ainda lute ou quem passou por isso, por favor adiciona isto ao teu status durante uma hora como sinal de respeito e lembrança… Copiar e colar para apoiar as vítimas e famílias atingidas pela demência/Alzheimer pois ainda não existe cura!! Não há sobreviventes!!! Mantém o dedo sobre a mensagem a fim de copiar e colar na tua página. Faz isto em nome de todos os cuidadores que amam alguém com esta doença!
Obrigada.

Subscrevo, na íntegra, o comentário da minha filha Vera, a seguir transcrito:

a minha Mãe tinha demência, e eu e o meu Pai sabemos bem o que foi lidar com essa doença maldita, ela faleceu não foi devido á demência mas á incúria da médica de família, ela já tinha ulceras no corpo e disse sempre que não era necessário hospital. Aquelas pessoas que ainda lutam por terem um familiar, amigo com esta maldita doença desejo-vos a melhor sorte do mundo, pois senti na pele e não é nada fácil ;(

=================================================

Mais uma visita à campa da Tina em dia chuvoso. Rastos da família, nem vê-los… Ficam as imagens e vídeo da visita de hoje:

Descansa em Paz, querida.

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade

1 semana ago cuidador cuidador
Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i…
Read More
1 semana ago18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…

1 semana ago cuidador cuidador
Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare…
Read More
1 semana agoPulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016

11.Mar.2016

2 semanas ago cuidador cuidador
Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu…
Read More
2 semanas ago11.Mar.2016
05.Mar.2017

05.Mar.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten…
Read More
3 semanas ago05.Mar.2017
25.Fev.2017

25.Fev.2017

4 semanas ago cuidador cuidador
Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp…
Read More
4 semanas ago25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=acc0489e_1486215512581]

160: 28.Jan-2017

Mais um dia de visita à campa da Tina com a Vera. Embora tivesse chovido durante a semana, as flores estavam impecáveis, exceptuando umas folhas amarelecidas. Mudada a água, colocou-se mais um raminho novo.

Continuo a constatar que da enorme família da Tina, ainda ninguém colocou os pés no cemitério para lhe levar uma flor ou deixar um pouco de saudade, seis meses após o seu falecimento… No lugar onde a Tina se encontra, deve estar bastante triste porque ela fazia o que quer que fosse pelos irmãos.

É por estas e por muitas outras coisas que me estou afastando rapidamente da sociedade em que embora tenha de viver, a repudie veementemente.

As imagens de hoje e um pequeno vídeo da Vera a compor as flores.

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade

1 semana ago cuidador cuidador
Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i…
Read More
1 semana ago18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…

1 semana ago cuidador cuidador
Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare…
Read More
1 semana agoPulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016

11.Mar.2016

2 semanas ago cuidador cuidador
Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu…
Read More
2 semanas ago11.Mar.2016
05.Mar.2017

05.Mar.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten…
Read More
3 semanas ago05.Mar.2017
25.Fev.2017

25.Fev.2017

4 semanas ago cuidador cuidador
Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp…
Read More
4 semanas ago25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=56c9f106_1485618534134]

57: 17.Ago.2016

0-lutotransp20030 dias passaram desde a tua partida e é como tivesse sido hoje minha querida. A dor teima em não sair cá de dentro e penso que nunca mais sairá.

52 anos a aturar-nos um ao outro, nos bons e maus momentos, nas crises e nas alegrias, são muitos anos que nunca passarão em branco! Onde quer que estejas, um beijão muito grande e espero que descanses em Paz.

Deixo aqui um vídeo (a imagem vale por mil palavras) para o Joaquim Ribeiro e todos aqueles que se encontram no topo da Petição Pública, bem como todos os que já assinaram.

Entretanto, enviei hoje um e-mail à Ordem dos Médicos com o seguinte conteúdo:

 

Data: qua 17/08/2016 18:25
Para: omcne@omcne.pt

Boa tarde

A paciente a que se referem os e-mails infra, faleceu no passado dia 18 de Julho de 2016, pelas 00:30, no hospital de S. Francisco Xavier para onde foi levada numa ambulância do INEM.

A causa da morte, segundo o Certificado de Óbito emitido pelo hospital foi de choque séptico, úlcera de pressão região sagrada com exposição óssea.

Não preciso explicar a V. Exas. o que é choque séptico até porque não sou médico nem tenho qualquer formação na área da saúde, contudo e como pesquisador temático na Internet, li tudo o que tinha a ler sobre choques sépticos e respectivas origens e causas.

O que me leva a concluir que, embora a médica de família do Centro de Saúde tivesse conhecimento da situação porque assistiu, em pessoa, a dois dos últimos tratamentos efectuados pelas enfermeiras desse CS e referenciou as úlceras instaladas, uma delas com infecção devido às fezes expelidas, não tomou as precauções devidas a esta situação porque não é no domicílio e apenas TRÊS VEZES POR SEMANA, que este tipo de infecções – que causaram o choque séptico -, são tratadas.

Não sei que adjectivo deveria atribuir a esta situação, apenas sei que minha esposa faleceu e V. Exas. nem sequer se dignaram dar uma resposta aos meus e-mails infra, de 30 de Junho e 01 de Julho de 2016.

Obrigado,

0-assinatura

(E-mails referenciados acima):

01.- De: F Gomes
Enviada: 1 de Julho de 2016 10:00 a
Para: omcne@omcne.pt
Assunto: FW: Envio de formulário

Bom dia

Em adenda ao meu e-mail anterior, junto envio mais imagens do estado degradado em que se encontra minha esposa, sem que sejam tomadas quaisquer providências a não ser o tratamento 3 vezes por semana no domicílio pela enfermagem da USF Santo Condestável às úlceras.

Obrigado

02.- De: F Gomes
Enviada: 30 de Junho de 2016 00:03 a
Para: ‘omcne@omcne.pt’
Assunto: Envio de formulário

Boa tarde

Com este e-mail, pretendo saber de V. Exas. se uma doente com demência de Alzheimer, D.P.O.C. (entretanto controlada), anemia crónica, hipotiroidismo, arritmias cardíacas (mais ou menos controladas) e com úlceras espalhadas pelo corpo provenientes do seu estado de acamada, uma delas na anca com um a visão muito arrepiante conforme poderão constatar pelas imagens anexas, não tem o direito como ser humano de ser internada para tratamento (já que a recuperação é impossível) em vez da presença 3 vezes por semana de enfermeiras da USF Santo Condestável que lhe vêm limpar as feridas e mudar os pensos.

Se os hospitais não são indicados para este tipo de pacientes, para que servem eles? Tem sido uma luta constante desde há 3 anos a esta data com os médicos o pedido de internamento mas eles canalizam sempre para um Lar de Idosos. Lar de Idosos? Desconhecia que agora os Lares de Idosos, são hospitais onde estes pacientes são vigiados, tratados e medicados convenientemente e de acordo com as patologias apresentadas.

Nesta conformidade, agradeço o favor de um parecer de V. Exas. sobre se realmente é assim, ou seja, a doente ficar no domicílio em estado semi-vegetativo já que não fala, está paralisada dos membros inferiores, a mão direita quase que não mexe e a esquerda está a ir pelo mesmo caminho, toma os medicamentos esmagados e bebe-os por uma palhinha assim como os alimentos que estão reduzidos a sopas, gelatinas e néctares de fruta, causando perigosos desequilíbrios psicológicos nos cuidadores (marido e filha) que a acompanham 24 horas por dia (marido) e horário pós-laboral (filha, que é diabética insulino-dependente e cujos episódios de coma hipoglicémico estão a ser quase diários).

Com os melhores cumprimentos e agradecendo a atenção dispensada,

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=309256ca_1488655617552]

49: 29.Jul.2016

0-lutotransp200Hoje, deu-me para o sentimento, aliás, o sentimento não me tem largado desde o passado dia 17!

Alguns dirão: mas então o tipo anda a chorar a morte da esposa e anda a cantar todo satisfeito? Eu respondo:

Existiram ao longo dos meus 70 anos e 4 meses de vida, dois momentos extremamente dramáticos e que mesmo vivesse 200 anos, nunca os esqueceria: foram eles a morte do meu querido Pai, aos 16 anos de idade, e a morte de minha esposa Tina no passado dia 17 de Julho.

Embora a minha profissão não fosse a de músico, era este um hobby que tinha desde os 10 anos de idade (1956), altura em que comecei a pisar os palcos das Colectividades de Recreio lisboetas, no tempo em que nem Beatles, nem Shadows – com Cliff Richards – existiam como grupos de música pop.

No dia em que fui enterrar o meu Pai, segui directamente do mesmo cemitério onde a Tina foi a enterrar, para actuar num Baile de uma Colectividade em Linda-a-Velha. Não estava nas melhores condições psicológicas mas os meus camaradas de Conjunto ajudaram-me e deram-me a força necessária para fazer as quatro horas de actuação, como vocalista, tempo que durava uma “matinée” na época.

Escusado será dizer que a morte de meu Pai foi tão sentida, que ainda sinto-a como tivesse acontecido hoje. E os dois momentos dramáticos que acima referenciei, foram precisamente o ruído da terra a cair sobre os caixões. Quando isso aconteceu no momento da Tina descer à Terra, os sons chocaram-se no meu cérebro e a dor foi tremendamente aterradora.

Por isso e apesar de não ter alegria nem disposição para nada, não queria deixar de manifestar uma singela homenagem quer a meu Pai – que adorava a Tina -, quer à Tina, pelo texto que a seguir vou transcrever e que também deixei na minha página do Facebook.

Vou resumir a inserção neste espaço do vídeo que editei há pouco. Durante 50 anos (comecei em 1956) fui vocalista de vários grupos de baile. Foi na noite de Santo António (12 de Junho de 1964, num baile de Arraial dos Santos Populares, no Mercado de Algés) que unimos os nossos destinos durante 52 anos. Foi a cantar que a Tina se apaixonou por mim e eu retribui da mesma forma porque existiu química e, quando isso acontece, não existe nada, mas mesmo nada, que separe dois seres.

Nunca mais nos separámos até ao passado dia 17 de Julho em que ela definitivamente me deixou, sem um queixume, mas no maior sofrimento. Espero que agora se encontre em Paz, embora a dor teime em não sair de mim por esta separação.

Este vídeo contém uma canção de nome Amor que fazia parte do meu repertório musical e está cantada por mim, numa gravação ao vivo através de um gravador de cassetes nada profissional, daí a fraca qualidade de som. Apenas inseri o playback de imagem e escolhi esta canção porque era uma das preferidas da Tina e diz muito sobre o nosso amor.

Meu Amor, onde quer que estejas, dedico-te a tua canção preferida, como o fazia nos bailes onde sempre me acompanhaste.

A gravação original foi feita ao vivo numa Colectividade de Recreio onde actuámos e o Quarteto para Baile chamava-se Millennium2000, com o Zé Vasconcelos nos sintetizadores, o Rui nas guitarras eléctricas, o Pedro no baixo/vozes e eu na voz e na bateria.

Um beijo minha querida.

cropped-tina-transp.png

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=748d36e8_1488655915755]

38: 16.Jul.2016

A noite passada foi calma, o dia de hoje também dado já não existir a preocupação de a Tina não querer comer assim como a toma dos medicamentos que estão todos a ser feitos via sonda gástrica.

Fica o vídeo do jantar de hoje, uma sopa de legumes que a Vera trouxe do Jumbo. O almoço foi uma sopa de Macedónia de Ervilhas que fiz no robot.

A Tina está com uma ponta de febre devido à infecção urinária mas está a tomar o antibiótico (Cefuroxima 500mg) e o Paracetamol 1g, ambos de 8 em 8 horas.

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=bcb4fc39_1488656389365]

36: 14.Jul.2016

A noite foi calma, a Vera é que ao acordar estava com valores baixos (43) e muito agressiva, mas recuperou bem.

Pelas 14:00 horas fui acordar a Tina para lhe dar a medicação e o almoço que cada dia que passa está a tornar-se muito mais difícil pois ela rejeita os medicamentos e a alimentação.

Os comprimidos já têm de ser pisados num almofariz de porcelana e diluídos em água e se antes ainda chupava por uma palhinha de refresco, agora já têm de ser dados pela boca via seringa.

Quanto à sopa, a maior parte das vezes morde a colher, cospe o que tem na boca e torna-se muito difícil alimentar uma pessoa neste estado. É por isto que os hospitais não querem lá doentes deste tipo porque dão MUITO TRABALHO e trabalho não é nada bom para eles pelos vistos…

Por isso os familiares/cuidadores que se amanhem e que se vão desgastando e destruindo o que vai restando da sua sanidade mental e psicológica.

Pena a médica e as enfermeiras não estarem presentes nestas alturas para verem, ao vivo e a cores, a situação, embora elas saibam, melhor que ninguém, qual será o resultado final.

O jantar foi outro inferno. Amanhã vou dizer às enfermeiras que ou arranjam solução para a situação de a Tina rejeitar a comida ou vou ter de começar a tomar atitudes mais drásticas, inclusive chamar a polícia para tomar conta da ocorrência pois eu não quero que me acusem de estar a matar a Tina à fome e à sede!

E não venham com as habituais cantilenas de não há meios, não há recursos… Os meios e recursos são desviados da Saúde para continuar a alimentar os bandalhos e corruptos dos banqueiros que fazem vida de reis e onde nada lhes acontece? Merda de povo este que já nem consegue sacudir as moscas com as orelhas…

 

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=f68c31b6_1488656448789]

35: 13.Jul.2016

O dia de hoje foi calmo, a Tina comeu as suas refeições normalmente e a enfermeira do centro de saúde veio de manhã tirar-lhe o catéter da veia que os INCOMPETENTES da urgência do hospital de S. Francisco Xavier lhe deixaram quando veio para casa (pela segunda vez, note-se!).

A médica de família, segundo informação da enfermeira, já tinha conhecimento que a Tina tinha tido alta e do relatório aqui publicado, dado que o sistema permite essa troca de informações e acesso.

Ficam aqui mais umas imagens do estado debilitado da Tina.

13072016_01
13072016_02

Entretanto e da Ordem dos Médicos, ainda não obtive qualquer resposta à reclamação que efectuei no passado dia 30.Jun.2016 e AQUI PUBLICADA.

No final do dia, houve uma altura em que a respiração da Tina era esquisita, não sei se era expectoração mas fica aqui o registo. Já devia estar a sofrer bastante!

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=cb03f92e_1488656481908]

33: 11.Jul.2016

O jantar de ontem da Tina foi atribulado, aliás, durante todo o dia de ontem esteve extremamente agitada, apesar de ter tomado dose dupla de Quetiapina.

São 03:30 da madrugada e ainda não consegui dormir porque a Tina ainda não acalmou depois de ontem ter tomado 4 doses de 50mg de Quetiapina (normalmente toma metade desta dose) e 25mg de Serenal ao deitar. Um dia inteiro nesta agitação como nunca tinha acontecido.

Quem consegue adormecer com uma pessoa ao lado, embora noutra cama, a gritar “ó da guarda”; “quem me acode”, bem perceptível?

Fica aqui uma pequena amostra, tirada às 03:00 horas da madrugada.

07:20 horas da manhã e sem pregar olho… A Tina continua agitadíssima e só espero que as horas passem depressa para que a médica veja, ao vivo e a cores, a situação não só da Tina mas a minha e da Vera, pois estamos a ser muito afectados – e cada vez mais – psicologicamente.

Um dia inteiro agitada (Domingo), 4 doses de 50mg de Quetiapina ao longo do dia mais uma de Serenal (25mg) ao deitar e a noite levou-a toda sem dormir e a gritar ó da guarda quem me acode!

Será possível que esta gente está a lidar com animais selvagens ou com seres humanos a necessitarem – já desde há muito tempo atrás – de internamento hospitalar e não o dão? PORQUÊ? Será que têm de canalizar o dinheiro para os CORRUPTOS DA BANCA?

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=03f2dca4_1488656586001]

 

32: 10.Jul.2016

Uma noite quase calma, um dia mais que agitado. Parece que ao fim-de-semana, a dose é extra.

Amanhã, tenho cá em casa a médica de família e a(s) enfermeira(s) – às vezes vem uma, outras vezes vêm duas, nunca se sabe -, a primeira para reavaliar a D. Albertina (quantas “reavaliações” serão ainda necessárias?), a(s) segunda(s) para fazer limpeza às úlceras e colocar pensos novos.

Fica um vídeo de um a altura em que a Tina estava a desatinar, embora esta não fosse a pior fase…

0-assinatura

18.Mar.2017 - 8 meses de eterna saudade
cuidador cuidador 1 semana ago

Faz hoje oito meses que partiste, deixando-nos com uma Saudade sem fim e uma dor incurável. Logo, i… Read More

18.Mar.2017 – 8 meses de eterna saudade
Pulseiras "Estou Aqui Adultos!" a partir do dia 20 de Março
cuidador cuidador 1 semana ago

Programa é alargado a todo o país e permite, em caso de emergência, entrar em contacto com familiare… Read More

Pulseiras “Estou Aqui Adultos!” a partir do dia 20…
11.Mar.2016
cuidador cuidador 2 semanas ago

Esta semana não falhou como a semana passada. As flores estavam quase todas em ordem, a Vera removeu… Read More

11.Mar.2016
05.Mar.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

Ontem e hoje não fomos visitar a Tina ao cemitério como fazemos habitualmente todos os Sábados. Ten… Read More

05.Mar.2017
25.Fev.2017
cuidador cuidador 4 semanas ago

Mais um dia de visita à campa da Tina. As flores de sábado passado ainda estavam boas mas, como semp… Read More

25.Fev.2017

[powr-hit-counter id=1b724820_1488656612906]