12.Jun.1964 – 12.Jun.2018

Faz hoje 54 anos que começámos a namorar. Foi num Baile dos Santos Populares no Mercado de Algés onde eu estava a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64, embora já nos conhecêssemos anteriormente porque eras minha vizinha.

Viemos a pé pela Rua D. Francisco de Almeida até ao Calvário onde então moravas e a partir daí, contra tudo e contra todos, vencendo barreiras e galgando precipícios, vivemos felizes durante 52 anos, criámos duas filhas lindas e duas netas amorosas.

Tu, principalmente, porque aos dois anos da Vera, parti para a guerra em África e quando cheguei ela ia fazer 4 anos mês e meio depois. Com a Sandra já fizemos o trabalho a meias assim como com a Raquel e depois a Rita.

Tenho muitas recordações desses tempos que nunca esquecerei, o nosso amor sobrepôs-se a toda a malvadez para nos destruir mas o amor, esse foi sempre mais forte e venceu para raiva de uma pessoa que me pariu e a quem não posso chamar mãe. Mas não foi só ela, porque teve a ajuda de um outro demónio que foi meu tutor educativo na minha infância. Apenas lhe agradeço o facto de quando entrei para a 1ª. Classe, em 1952, na escola da Câmara, em frente ao ferrador do Altinho, já sabia ler, escrever e conhecia a Tabuada da frente para trás, de resto, que arda no Inferno se é que essa coisa existe.

Esta, era a “farda” do Conjunto de Baile Nice 64 e a foto foi tirada em Junho de 1964 para te poder oferecer.


Esta, foi a fotografia com que retribuíste a minha. Foste uma Mãe e uma Avó extremosa que muitas vezes privaste-te do teu descanso para cuidares das nossas quatro meninas.

Na casa no Restelo, onde morámos quase 40 anos.

Quando a nossa filha Sandra se casou:

E na casa onde passaste 17 anos até nos deixares.

As nossas filhas Vera e Sandra

As netinhas Raquel e Rita

E o único que sempre nos apoiou, o meu querido Pai

 

Nunca te esquecerei meu amor

18.Nov.2018 - 28 meses

18.Nov.2018 – 28 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Nov.2018 – 28 meses
15.Nov.2018

15.Nov.2018

5 dias ago cuidador cuidador
Na passada segunda-feira. não fomos fazer a visita semanal à nossa querida porque o tempo não estava…
Read More
5 dias ago15.Nov.2018
11.Nov.2018

11.Nov.2018

1 semana ago cuidador cuidador
Pai, hoje é o Dia do teu Aniversário. Apesar de me teres deixado há 56 anos, ainda hoje sinto a tu…
Read More
1 semana ago11.Nov.2018
05.Nov.2018

05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Hoje, faltei à visita semanal. Não tenho andado muito bem e o tempo de chuva não permite deslocações…
Read More
2 semanas ago05.Nov.2018
Dia do Cuidador - 05.Nov.2018

Dia do Cuidador – 05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Marcelo renova apelo para criação do estatuto do cuidador informal O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta segunda-feira para que se vençam “preconceitos e obstáculos instituc…
Read More
2 semanas agoDia do Cuidador – 05.Nov.2018

[powr-hit-counter id=67ade2c2_1529166822822]

244: 16.Jan.2018

Hoje, a mensagem é mais longa do que habitualmente, mas a data também é muito especial e merece referência.

Há 52 anos atrás, deste-me uma filha linda, rechonchuda, lourinha como o pai quando nasceu, um amor de bebé. Demos-lhe o nome de Vera.

Sete anos e meio depois, deste-me outra filha linda, mais pequenota, cabelo preto como o teu, outro amor de bebé a quem demos o nome de Sandra.

Duas filhas que trago no meu coração desde que nasceram e que tu também amavas em vida. Criaste as nossas netas, a minha ajuda foi pouca comparada com a tua, sacrificaste os teus horários de trabalho fazendo turnos nocturnos para cuidar delas de dia, primeiro da Raquel e depois da Rita. Foste uma Mãe extremosa e uma Avó fenomenal, tudo o que uma mulher de carácter pode dar a quem verdadeiramente ama os seus.

Já na fase final da tua doença (Jan.2016), ainda bateste palminhas quando cantámos os parabéns a você à nossa filha e ela apagou as velas dos 50 anos.

Depois disso, temos mantido a tradição de um bolinho com as velas mas já não temos vontade para cantar os parabéns a você. Apenas apagamos as velas por ti também, porque estás e estarás sempre connosco nos nossos corações e nos nossos pensamentos.

Obrigado Tina por me teres dado duas filhas lindas.

Não te fomos visitar no passado sábado, como tem sido hábito há quase 18 meses, porque eu estava psicologicamente em baixo de forma e porque na véspera tinha ido buscar a Vera ao hospital de S. José onde deu entrada pelas 16:00 horas, levada pelos Bombeiros, devido a um episódio de coma hipoglicémico com perda de conhecimento e lembrei-me de há uns anos atrás termos os dois ido ao mesmo hospital buscá-la, toda esmurrada, caída no chão do Bairro da Madre de Deus, não sei se atirada porta fora do autocarro onde ela fazia todos os dias a ida e volta do emprego, também devido a coma hipoglicémico com perda de conhecimento.

                   

Mas hoje, levámos-te um lindo raminho de flores com uma rosinha branca com um bordo a vermelho. Também mereces os nossos Parabéns pelo Dia de hoje e onde quer que estejas, sabes que estamos sempre contigo minha querida.

E este foi o bolinho de anos da nossa Vera e dos seus 52 anos. Fica o registo.

[powr-hit-counter id=deca6352_1516119875981]

241: 23.Dez.2017

Este é o segundo Natal que passamos sem ti minha querida e não existem palavras que traduzam a dor e a saudade que precederam a tua partida. É muito difícil, depois de 52 anos juntos, não estares a celebrar connosco esta data que antes era de alegria e amor. Que descanses em Paz; nunca te esqueceremos enquanto formos vivos. Hoje, levámos mais um raminho de flores com rosas – as tuas preferidas -, para colorir a tua última morada.

[powr-hit-counter id=a4da3288_1514040729295]

 

238: 16.Dez.2017

A nossa visita semanal à campa da nossa querida, num dia cheio de Sol. Hoje, levámos um raminho de túlipas vermelhas, lindo, deu para isso.

Mais tristes por ser o segundo Natal que não passas connosco e não me esqueço dos tempos em que sentávamos à nossa mesa, na véspera de Natal, as duas filhas, as duas netas, o genro e nós os dois…

Custa muito querida…

18.Nov.2018 - 28 meses

18.Nov.2018 – 28 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Nov.2018 – 28 meses
15.Nov.2018

15.Nov.2018

5 dias ago cuidador cuidador
Na passada segunda-feira. não fomos fazer a visita semanal à nossa querida porque o tempo não estava…
Read More
5 dias ago15.Nov.2018
11.Nov.2018

11.Nov.2018

1 semana ago cuidador cuidador
Pai, hoje é o Dia do teu Aniversário. Apesar de me teres deixado há 56 anos, ainda hoje sinto a tu…
Read More
1 semana ago11.Nov.2018
05.Nov.2018

05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Hoje, faltei à visita semanal. Não tenho andado muito bem e o tempo de chuva não permite deslocações…
Read More
2 semanas ago05.Nov.2018
Dia do Cuidador - 05.Nov.2018

Dia do Cuidador – 05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Marcelo renova apelo para criação do estatuto do cuidador informal O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta segunda-feira para que se vençam “preconceitos e obstáculos instituc…
Read More
2 semanas agoDia do Cuidador – 05.Nov.2018

[powr-hit-counter id=c936c662_1513435051749]

 

A propósito de “desonra”…

Um dia após a passagem de um ano do falecimento de minha esposa, li num diário online, o seguinte título: “Costa considera que manutenção de Ventura como candidato “desonra” Passos”, isto em ordem ao candidato autárquico André Ventura do PPD a Loures, por eventuais afirmações “racistas” contra a etnia cigana.

Mas quem se pode desonrar quem já não possui qualquer espécie de honra, de verticalidade, de honestidade, de dignidade, como é o caso do farsolas PaFioso que destruiu este país e o seu Povo, no governo anterior?

As imagens que se seguem, são extremamente chocantes para pessoas sensíveis, mas elas têm de ser mostradas para que provem o que o desgoverno do regime PaFioso proto-nazi do PPD/CDS e, concomitantemente, o seu executor principal, mais conhecido por Dr. Morte fez enquanto esteve no poder.

Minha esposa não morreu da doença (Alzheimer) mas da falta de assistência hospitalar – que vários médicos lhe negaram (médico de família, psiquiatria e neurologia) – e onde deveria estar para ser assistida, tratada, medicada e acompanhada, evitando o sofrimento atroz nos seus últimos dias de vida.

A resposta era sempre que não existiam meios, não existiam condições para o seu internamento e a solução passava, sempre, por um Lar de Idosos, como se estas instituições tivessem a capacidade técnica de uma unidade hospitalar ou, pelos cuidados paliativos e/ou continuados, todos eles de elevados custos para o nosso orçamento familiar.

Não satisfeitos com a situação em curso, ainda me acusaram de ter negado esses cuidados (paliativos e continuados) a minha esposa o que levou ao extremo da minha indignação informando-os que se pagasse aqueles “cuidados”, teria de ir viver para debaixo da ponte com a minha filha que também e infelizmente, possui uma doença crónica grave, com estados de coma frequentes.

Nas últimas semanas de vida de minha esposa, iam ao domicílio duas enfermeiras do Centro de Saúde fazerem-lhe a limpeza das feridas, renovarem pensos, duas vezes por semana, que passaram a três vezes dada a gravidade da situação. Mesmo com a presença da médica de família por duas vezes nas últimas semanas de vida e constatando in loco, ao vivo e a cores, a gravidade da situação, nunca lhe foi dada a mais pequena hipótese de internamento hospitalar.

Foi algaliada e colocaram-lhe uma sonda gástrica que já nada adiantava e que fez com que tivesse de chamar o INEM que a levou para a urgência do hospital de S. Francisco Xavier, onde viria a falecer horas depois, devido a insuficiência respiratória provocada por choque séptico. Quem pretender saber o que é choque séptico, vá ao Google e escreva essas palavras, mas resumidamente:

Choque séptico é uma complicação de uma infecção na qual as toxinas dão início a uma resposta inflamatória em todo o corpo. É frequente em idosos ou em pessoas com comprometimento do sistema imunológico.

Os médicos identificaram três estágios de sepse:

  • sepse, quando a infecção atinge a corrente sanguínea e causa inflamação em todo o corpo
  • sepse grave, que ocorre quando a infecção interrompe o fluxo de sangue para o cérebro ou para os rins, levando à falência órgãos. Os coágulos de sangue causam gangrena (morte do tecido) nos braços, pernas e dedos das mãos e dos pés.
  • choque séptico, quando a pressão sanguínea cai significativamente. Isso pode levar a falência respiratória, cardíaca ou de um órgão e à morte.

A queixa que ainda em vida de minha esposa apresentei contra a médica de família, logo, há mais de um ano, ainda encontra-se de pantanas de um lado para o outro na Ordem dos Médicos e, pelos vistos, vai morrer solteira. Meus amigos, quem neste País não tem uma forte componente financeira como suporte, está previamente condenado a este tipo de situações em toda e qualquer outra área social.

Atenção às imagens que podem chocar pessoas sensíveis:

Tratamento às úlceras

6 de Julho de 2016 – úlcera na anca com exposição óssea
Saco da algália com urina completamente castanha
Úlcera num dos braços
Úlcera na região sagrada, com exposição óssea
Não é uma cama de hospital mas sim no domicílio já com sonda gástrica e algália instaladas.

Descansa em Paz, minha querida, que eu nunca perdoarei a quem tanto mal te fez em vida.

18.Nov.2018 - 28 meses

18.Nov.2018 – 28 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Nov.2018 – 28 meses
15.Nov.2018

15.Nov.2018

5 dias ago cuidador cuidador
Na passada segunda-feira. não fomos fazer a visita semanal à nossa querida porque o tempo não estava…
Read More
5 dias ago15.Nov.2018
11.Nov.2018

11.Nov.2018

1 semana ago cuidador cuidador
Pai, hoje é o Dia do teu Aniversário. Apesar de me teres deixado há 56 anos, ainda hoje sinto a tu…
Read More
1 semana ago11.Nov.2018
05.Nov.2018

05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Hoje, faltei à visita semanal. Não tenho andado muito bem e o tempo de chuva não permite deslocações…
Read More
2 semanas ago05.Nov.2018
Dia do Cuidador - 05.Nov.2018

Dia do Cuidador – 05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Marcelo renova apelo para criação do estatuto do cuidador informal O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta segunda-feira para que se vençam “preconceitos e obstáculos instituc…
Read More
2 semanas agoDia do Cuidador – 05.Nov.2018

[powr-hit-counter id=0bc08bbf_1500456803434]

 

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem… Não te esquecemos minha querida, vives nos nossos corações diariamente e a toda a hora.

Onde quer que estejas, descansa em Paz.

18.Nov.2018 - 28 meses

18.Nov.2018 – 28 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Nov.2018 – 28 meses
15.Nov.2018

15.Nov.2018

5 dias ago cuidador cuidador
Na passada segunda-feira. não fomos fazer a visita semanal à nossa querida porque o tempo não estava…
Read More
5 dias ago15.Nov.2018
11.Nov.2018

11.Nov.2018

1 semana ago cuidador cuidador
Pai, hoje é o Dia do teu Aniversário. Apesar de me teres deixado há 56 anos, ainda hoje sinto a tu…
Read More
1 semana ago11.Nov.2018
05.Nov.2018

05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Hoje, faltei à visita semanal. Não tenho andado muito bem e o tempo de chuva não permite deslocações…
Read More
2 semanas ago05.Nov.2018
Dia do Cuidador - 05.Nov.2018

Dia do Cuidador – 05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Marcelo renova apelo para criação do estatuto do cuidador informal O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta segunda-feira para que se vençam “preconceitos e obstáculos instituc…
Read More
2 semanas agoDia do Cuidador – 05.Nov.2018

[powr-hit-counter id=1c78a11c_1497530563991]

 

197: 12.Jun.2017

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minha voz…

Foste a minha princesa e rainha durante 52 anos, celebrámos muitas vésperas de Santo António juntos, hoje já não o podemos fazer nem nos últimos anos da tua terrível doença que te levou para bem longe de mim.

A minha Saudade não se esgota querida, sinto muito a tua falta. Desejo que te encontres em Paz onde quer que estejas e se lá chegar, envio-te um beijão muito sentido.

18.Nov.2018 - 28 meses

18.Nov.2018 – 28 meses

3 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
3 dias ago18.Nov.2018 – 28 meses
15.Nov.2018

15.Nov.2018

5 dias ago cuidador cuidador
Na passada segunda-feira. não fomos fazer a visita semanal à nossa querida porque o tempo não estava…
Read More
5 dias ago15.Nov.2018
11.Nov.2018

11.Nov.2018

1 semana ago cuidador cuidador
Pai, hoje é o Dia do teu Aniversário. Apesar de me teres deixado há 56 anos, ainda hoje sinto a tu…
Read More
1 semana ago11.Nov.2018
05.Nov.2018

05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Hoje, faltei à visita semanal. Não tenho andado muito bem e o tempo de chuva não permite deslocações…
Read More
2 semanas ago05.Nov.2018
Dia do Cuidador - 05.Nov.2018

Dia do Cuidador – 05.Nov.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Marcelo renova apelo para criação do estatuto do cuidador informal O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta segunda-feira para que se vençam “preconceitos e obstáculos instituc…
Read More
2 semanas agoDia do Cuidador – 05.Nov.2018

[powr-hit-counter id=d55e53d6_1497276682843]