99: 07.Out.2016

Cuidadores informais de doentes vão ser compensados a partir de 2018

Os cuidadores informais de doentes vão ser, a partir de 2018, compensados com apoios que ainda não estão definidos, mas que poderão passar por regalias sociais, fiscais ou mesmo financeiras, anunciou o secretário de Estado de Saúde.

nm07102016

Manuel Delgado falava à agência Lusa no final da sessão de abertura da conferência que assinala o 60º aniversário da Unidade de Cuidados Domiciliários (UCD) do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa.

Segundo Manuel Delgado, este governo está a trabalhar para criar “condições de apoio extraordinário” a estes cuidadores informais que recompense a opção que tomaram de abdicar da sua vida profissional pela compaixão pelos seus.

“Numa sociedade em que a maior parte das pessoas trabalha, como podemos resolver o problema dos que querem acompanhar os seus, mas não o conseguem fazer sem prejudicar a sua vida profissional e até económica?”, questionou.

O secretário de Estado da Saúde adiantou que no Orçamento do Estado para 2018 já deverá estar contemplado esse apoio aos cuidadores informais, o qual está ainda a ser desenhado.

“A compensação ainda não está definida. Pode ser remuneratória ou na forma de regalias sociais e fiscais ou no emprego”, adiantou.

Manuel Delgado sublinhou que este tipo de cuidados, além de permitir a continuidade do apoio destes doentes por quem está mais próximo, alivia as instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O governante defendeu ainda que as mudanças na sociedade portuguesa obrigam a uma reelaboração do sistema de saúde, no qual os cuidados domiciliários deverão ter um papel cada vez maior e em áreas como situações agudas, que assim são tratadas sem internamento.

“Temos de ter os doentes sinalizados nos seus domicílios e estes serem o local de trabalho das equipas”, adiantou.

Notícias ao Minuto
07/10/2016
POR Lusa

0-lutotransp200Quando necessitei de ajuda, de apoio, fosse ele qual fosse, a resposta foi sempre: PAGA SE QUERES! Minha esposa faleceu não da doença de Alzheimer mas da incúria, incompetência, desleixo, desumanidade de quem a seguia medicamente e da COMPLETA FALTA DE APOIO das instituições agregadas ou não ao Serviço Nacional de “Saúde”. Morreu com FALÊNCIA RESPIRATÓRIA devido a CHOQUE SÉPTICO por falta dessa mesma assistência e por teimarem em não a quererem internar (médico de família e psiquiatra) mas quererem enviá-la para um Lar de Idosos a que eu sempre chamei de Depósito de Velhos. Os que beneficiarem, no futuro, deste apoio, não sabem por que passaram os que NUNCA tiveram qualquer apoio. Fotografias chocantes do estado a que minha esposa chegou já no final da sua existência:

06072016_03

06072016_02

06072016_04

06072016_05

Não é uma cama de hospital mas sim no domicílio já com sonda gástrica e algália instaladas.
Não é uma cama de hospital mas sim no domicílio já com sonda gástrica e algália instaladas. 3 dias depois falecia…

0-assinatura

22.Out.2018

22.Out.2018

2 dias ago cuidador cuidador
Hoje foi dia de visita, o tempo estava quente e com céu aberto, deu para também poder deslocar-me co…
Read More
2 dias ago22.Out.2018
18.Out.2018 - 27 meses

18.Out.2018 – 27 meses

6 dias ago cuidador cuidador
Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad…
Read More
6 dias ago18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018

08.Out.2018

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas…
Read More
2 semanas ago08.Out.2018
01.Out.2018

01.Out.2018

3 semanas ago cuidador cuidador
Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem…
Read More
3 semanas ago01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

4 semanas ago cuidador cuidador
OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal…
Read More
4 semanas agoCuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

[powr-hit-counter id=0556943d_1488654061104]

46: 25.Jul.2016

0-lutotransp200Ao ponto a que chegou o Serviço Nacional de “Saúde” que até cobra taxas “moderadoras” a pensos de feridas infectadas. Deve ser para “moderar” as feridas infectadas e elas não proliferarem tanto como aconteceu com a Tina…

Fui hoje ao Centro de Saúde (USF St. Condestável) para uma consulta dado que apareceu-me uma irritação na pele e fui confrontado com um valor a pagar de DEZ EUROS, descontados 4 euros de dedução conforme circular da ACSS, relativos a PENSOS A LESÃO COM INFECÇÃO.

06072016_05

06072016_04
06072016_03
06072016_02
TaxasModeradorasFeridas

Mantendo o que sempre afirmei desde o início do agravamento do estado geral da Tina, que NENHUM MÉDICO que a assistiu (dois médicos de família e dois psiquiatras), a quiseram internar a fim de evitar que ela chegasse ao lastimável e escandaloso estado a que chegou. Nem a um animal selvagem se trata desta maneira!

0-assinatura

22.Out.2018
cuidador cuidador 2 dias ago

Hoje foi dia de visita, o tempo estava quente e com céu aberto, deu para também poder deslocar-me co… Read More

22.Out.2018
18.Out.2018 - 27 meses
cuidador cuidador 6 dias ago

Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad… Read More

18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas… Read More

08.Out.2018
01.Out.2018
cuidador cuidador 3 semanas ago

Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem… Read More

01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal
cuidador cuidador 4 semanas ago

OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal… Read More

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

[powr-hit-counter id=192bd990_1488656013680]

28: 05.Jul.2016

Mais uma noite quase que em branco dado que a Tina, mais uma vez, esteve muito agitada e sem dormir. Depois de lhe dar a terceira dose de Quetiapina, pelas 05:00 horas, conseguiu acalmar, encostei-me um pouco para descansar a cabeça já que meia hora depois tinha de acordar a Vera.

Quanto a Vera, sem problemas, valores um pouco altos mas depois fui deitar-me e fiz uma directa até quase ao meio-dia, embora tivesse acordado duas vezes pelo meio para ver como estava a Tina.

Os vídeos, com narração, a seguir inseridos, dão conta da forma como a Tina está a ser alimentada e as peripécias que hoje aconteceram e que nem foram todas mencionadas.

Desde as 13:00 horas até cerca das 15:30 a tentar ligar para a consulta de Psiquiatria e sem atenderem já que o sinal era de chamada e não de impedido. Liguei para S. Francisco Xavier que é a Central da rede hospitalar desta zona e deram-me mais 2 números que, como os que já me tinham dado, tocaram, tocaram e nada!

Entretanto, recebi uma chamada da médica psiquiatra do Egas, dra. Inês Macedo, que pode ser resumidamente analisada no primeiro vídeo abaixo.

A Tina, depois de almoçar, em descanso apenas (hoje) com meia dose de Quetiapina:

05072016_01

05072016_02

0-assinatura

22.Out.2018
cuidador cuidador 2 dias ago

Hoje foi dia de visita, o tempo estava quente e com céu aberto, deu para também poder deslocar-me co… Read More

22.Out.2018
18.Out.2018 - 27 meses
cuidador cuidador 6 dias ago

Esta semana ainda não conseguimos visitar-te mas não te esquecemos, querida. O tempo tem estad… Read More

18.Out.2018 – 27 meses
08.Out.2018
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam quase todas murchas… Read More

08.Out.2018
01.Out.2018
cuidador cuidador 3 semanas ago

Infelizmente, a Vera está novamente em casa dado que o contrato que ela tinha até ao dia 14 de Novem… Read More

01.Out.2018
Cuidador informal - ajuda NEGADA pelo primeiro ministro de Portugal
cuidador cuidador 4 semanas ago

OE 2019   PM afasta hipótese de incluir medidas de protecção ao cuidador informal… Read More

Cuidador informal – ajuda NEGADA pelo primeiro min…

[powr-hit-counter id=b34b59dd_1488656744852]