01.Mai.2017 – visita da Família

Hoje, no Dia do teu 82º. Aniversário, tiveste a visita da tua única e verdadeira Família: o teu marido, as nossas duas filhas Vera e Xana e as nossas duas netas Raquel e Rita, que tu ajudaste a criar desde os 4 meses até irem para a escola.

A Xana e as nossas netas, deixaram-te uma florzinha muito linda

e as nossas filhas ajudaram ao arranjo da tua campa (tive de conter muito a minha emoção para não chocar a Rita e a Raquel)

e depois ficou assim, com um coraçãozinho lindo, o de todos nós, que sempre te acompanhará até à Eternidade e nunca murchará

Estarás sempre connosco querida, nunca te esqueceremos. Onde quer que estejas, descansa em Paz.

24.Jun.2017

24.Jun.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
4 dias ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
2 semanas ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=36a6b179_1493640602510]

106: 14.Out.2015

0-lutotransp200Como uma desgraça nunca vem só mas acompanhada de outra ou de outras desgraças, depois de perder minha esposa há quase 3 meses atrás, minha filha de 50 anos, que sempre viveu connosco e ao fim de 28 anos ao serviço da mesma empresa, foi alvo de DESPEDIMENTO COLECTIVO.

Hipótese de arranjar trabalho com esta idade e no estado calamitoso em que se encontra o mercado de emprego é igual a ZERO.

Ainda não refeito da perda de minha esposa e com esta notícia, não sei mesmo onde estou a conseguir equilíbrio psicológico dado que o apoio recebido também é igual a ZERO.

Com problemas de stress pós-traumático de guerra e sendo o apoio a essa situação igual a ZERO, a nossa sobrevivência encontra-se na zona vermelha dado que não vou poder continuar a pagar uma renda de 531,00 euros e arranjar nova casa é outro problema porque valores e condições exigidas pelos senhorios continuam a ser insuportáveis para o já depauperado orçamento familiar.

Sendo também a ajuda da família igual a ZERO, afinal chego à conclusão que a minha vida também é igual a ZERO.

Entretanto, já recebi o segundo e-mail do Fisco a lembrar que no final deste mês, tenho a segunda prestação de € 300,00 referente ao IRS de 2015, para liquidar.

É o que se pode dizer de ser esmifrado até ao tutano ou até deixar de existir.

logo_transp_200

24.Jun.2017

24.Jun.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
4 dias ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
2 semanas ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=c2bf2d79_1488653870142]

61: 24.Ago.2016

0-lutotransp200Apesar de minha esposa ter falecido recentemente e da qual fui cuidador durante mais de quatro longos anos, estendia também essas funções a minha filha, diabética insulina-dependente há cerca de 16 anos.

Muitas foram as noites em que tinha minha esposa na sala a gritar “ó da guarda quem me acode” e no quarto a minha filha em coma hipoglicémico, a colocar-lhe na bochecha a papa de açúcar e esperar que a crise passasse. Mas quando ela era mais grave, tinha de chamar o INEM para lhe injectarem glucose na veia.

Chegava a ter de correr de um lado para o outro a fim de acudir às duas ao mesmo tempo. Minha esposa faleceu há pouco mais de um mês, ainda não consegui desligar-me dessa perda e penso que nunca mais irei desligar-me da dor profunda.

Penso às vezes que estou a ter um pesadelo e que a Tina está internada num hospital, longe de casa e que um dia voltará de novo ao nosso convívio…

Mas a acção de cuidador continua na mesma embora com menos um interveniente. No último ano de vida da Tina, era raro o dia em que minha filha não entrasse em coma a meio da noite. Depois da morte da Mãe essas situações vão-se espaçando mas a vigilância é diária, constante porque não pode relaxar.

Por isso, continuo a apoiar tudo o que se relacione com o Estatuto dos Cuidadores, seres humanos que não possuem qualquer tipo de formação, ajuda psicológica nem um mínimo de interesse por parte das entidades de saúde – e dos governos – deste País.

Petição pela criação do estatuto do/a Cuidador/a Informal da pessoa com doença de Alzheimer e outras demências ou patologias neuro-degenerativas associadas ao envelhecimento

 

http://peticaopublica.com/?pi=PT82396

24.Jun.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=f895d275_1488655489500]

50: 02.Ago.2016

0-lutotransp200Antes de qualquer consideração sobre a notícia que a seguir insiro neste espaço, questiono a quem a ler: quais as razões, os motivos, que levaram este idoso de 80 anos a matar a esposa e suicidar-se de seguida? Falta de acompanhamento? Isolacionismo? Desprezo da família (se a tinham)? Falta de cuidados de saúde?

O povão, tão rápido a fazer julgamentos e condenações apenas por aquilo que lê, escrito por jornaleiros que nem para limpar sanitas têm competência, julga logo o “crime” e pronto! Mas aqui fica a notícia:

Idoso de 80 anos mata a mulher a tiro de caçadeira em Sever do Vouga

Um idoso de 80 anos terá matado, esta madrugada, a mulher na povoação de Rocas do Vouga, concelho de Sever do Vouga.

O homicida terá morto a mulher a tiro de caçadeira quando esta dormia e depois suicidou-se também com um tiro na cabeça. Os dois terão tido morte imediata.

Os corpos foram levados para o Gabinete Médico-Legal de Aveiro.

A GNR tomou conta do caso, que agora vai transitar para a Polícia Judiciária.

Escrito por: Centro TV 02 Março 2015

Ninguém deve ser juiz de casos que desconhece e apenas são denunciados por jornaleiros que moldam as notícias de acordo com as conveniências e dimensão que entendem dar-lhes. Que estará por detrás deste acto tresloucado de uma pessoa com 80 anos de idade? No início deste post, mencionei: Falta de acompanhamento? Isolacionismo? Desprezo da família (se a tinham)? Falta de cuidados de saúde?

Infelizmente é o povão que temos, imbecilizado, desumano, estúpido, mais analfabeto que nos tempos do fascismo salazarista!

Mas saindo da notícia acima, faz hoje QUINZE DIAS que a Tina foi a sepultar. NENHUM(A) irmão(ã), sobrinho ou família dela fizeram um telefonema dando uma palavra de conforto, de força…

O mesmo acontecendo com outras pessoas que pensava terem uma atitude diferente numa situação destas, em que psicologicamente nos encontramos destruídos e tremendamente afectados pela perda, pelo luto, de um ente muito querido.

Já os meus Avós diziam, com muita sabedoria: aprender até morrer!

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=c24da374_1488655887108]

19: 25.Jun.2016

A manhã da Tina foi sossegada mas depois do almoço virou por completo.

O vídeo mostra apenas um pouco da situação e a dose de Quetiapina (50mg) teve de ser reforçada (100mg) para ver se acalmava.

Veremos com o decorrer do tempo já que são ainda 16:20 horas.

Entretanto, da família da Tina, nem vê-los…!!! Infelizmente ela já não tem capacidade para poder limpar o olho do cu a todos eles!

Um deles, o Dicas, que andou comigo na escola primária da Câmara, quando foi para a guerra em Moçambique logo no início, a Tina ia várias vezes ao S.P.M. (Serviço Postal Militar) no forte do Bom Sucesso em Pedrouços, enviar-lhe encomendas com latas de conserva, enchidos e outros mimos para que ele sentisse que tinha cá quem se lembrava dele.

A paga, nestes momentos dolorosos, é o puro e completo desprezo pela situação em que a irmã se encontra! Quanto aos outros irmãos, apenas uma, a Amélia, vai telefonando e já se prestou a levá-la ao hospital por duas vezes, a última das quais foi à Fundação Champalimaud, ainda a Tina conseguia mover-se. O resto, é tudo estrume da pior espécie!

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
4 dias ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
2 semanas ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=aee3c4ef_1488657589186]

12: 17.Jun.2016

Pelas 09:30 horas de hoje, tive a visita da enfermeira que veio limpar e mudar os pensos à Tina. São vários: nos dois pés, nos dois cotovelos no cócix e o mais grave de todos, na anca.

Ainda não me tinha apercebido da gravidade dessa úlcera na anca e hoje, depois de tirar uma fotografia, é que constatei esse facto (a imagem poderá ser chocante para pessoas mais sensíveis).

Na próxima segunda-feira, o meu programa diário está bem preenchido:

01.- Vem cá a casa a médica ver a Tina e a enfermeira para o tratamento;
02.- Às 11:00 horas vem uma associação a quem doei a minha mobília de quarto, levantá-la;
03.- Depois das 15:00 horas vêm entregar e montar a cama articulada e o colchão visco-elástico para a Tina.

Em ordem ao terceiro ponto, consegui negociar com a empresa fornecedora, o pagamento no dia 8 do mês que vem, altura em que recebemos os subsídios de “férias” (meu e da Tina) contra a entrega antecipada da mercadoria. Foram sensibilizados para a situação e responderam positivamente.

Da família, nomeadamente uma das irmãs da Tina (Esmeralda) a quem pedi ajuda para esta compra, englobando todos os restantes irmãos e sobrinhos que o pudessem fazer, não obtive qualquer resposta o que demonstra bem a humanidade e a solidariedade desta gente e o tal “grupo” que ela (Esmeralda) disse estar sempre pronto a ajudar, foi só conversa da treta! Hoje, nem sei com que intenção o disse…!

Assim, a Tina a partir da próxima segunda-feira vai ficar melhor posicionada, mais confortável e aliviada da pressão que uma cama “normal” oferece a pacientes com a sua patologia e maleitas já que coloquei de parte toda a esperança (que dizem ser a última a morrer mas a minha já morreu há muito) que a internassem para os devidos cuidados e tratamentos. Não somos ricos, não temos direito à saúde, nem à dignidade de um final de vida tranquilo que todo o ser humano merece e ponto final…

Este fim-de-semana será preenchido a desarticular o meu quarto, esvaziar gavetas com roupas, posicionar tudo de modo a que na segunda-feira às 11:00 horas esteja tudo pronto para sair.

A cama que foi encomendada:

e, por cima deste, o colchão anti-escaras pneumático (com compressor de ar):

Como fico sem cama, tenho um divã articulado que serve perfeitamente para descansar as poucas horas em que o faço, possivelmente comprarei um colchão mais adequado dado que o que veio com o divã é muito fino e os tempos em que (não) dormia no mato, já lá vão e com 21 anos de idade resiste-se a tudo e mais alguma coisa…

Imagem (chocante para pessoas sensíveis) de uma das úlceras da Tina:

Tratamentos de hoje:

http://dai.ly/x4h1h0s

Posição que a Tina toma quando está sentada (as almofadas são para não tombar mais para esse lado):

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
4 dias ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
2 semanas ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=56d49e80_1488658855902]

8: 06.Jun.2016

Estiveram hoje cá em casa duas enfermeiras da USF para limpar as feridas da Tina e colocar novos pensos, vindo novamente na próxima quinta-feira.

No passado dia 1 de Junho, enviei o e-mail que abaixo transcrevo – e faço-o para que fica registado para memória futura -, à minha sobrinha Isabel, filha de uma das irmãs da Tina (Esmeralda) que no princípio da destruição psicológica e física da Tina, apareceu cá em casa informando que tinha um grupo muito unido e que ajudaria em tudo o que fosse necessário, até numa eventual mudança de residência.

De facto, essa irmã levou a Tina duas vezes ao hospital S. Francisco Xavier (reside a dois passos dele) e penso que duas vezes à USF (já foi há mais de dois anos) e quando a Tina necessitou de ir a uma junta médica da Segurança Social para atestar da sua incapacidade, ela novamente prontificou-se a levá-la, informando que a avisasse de véspera.

Não foi de véspera mas dois ou três dias antes e a desculpa foi que nesse dia tinha de ir levantar o diploma da universidade sénior e o marido não gostava de conduzir para os lados onde ficava a junta médica. A partir daí, acabaram-se os telefonemas para saber como a irmã estava (fazia-o quase diariamente) e até hoje nunca mais deu “ar” dela.

Mas como esse tal grupo muito unido de irmãos – que nunca visualizei – nunca surgiu, chegou a altura de apelar a todos eles, sobrinhos incluídos porque fazem parte da família da Tina, um pedido de ajuda.

O e-mail enviada a uma das filhas dessa irmã foi o seguinte e até hoje não obtive qualquer feedback:

Para: Isabel Guilherme
Data: 01/06/2016

Olá Isabel, bom dia.

Como não consigo encontrar o endereço de e-mail da tua mãe, agradeço que lhe entregues este e-mail. Obrigado.

Olá Esmeralda

Dado o estado de quase completa imobilidade da Tina, torna-se necessário alterar completamente o modo de tratamento dela para que os seus últimos dias de vida não sejam dolorosos ou de sofrimento.

Já que os médicos (de família e psiquiatria) não a querem internar porque segundo as suas opiniões, o lugar dela seria num Lar de Idosos (???!!!???) e não numa unidade psiquiátrica (isso é para doentes bipolares segundo as suas opiniões), pensamos que não nos faltarão forças, a mim e à Vera, para acompanhá-la no seu dia a dia, no conforto possível da sua casa e embora já não nos conheça nem possua qualquer percepção do que a rodeia seremos, como sempre fomos desde o início da doença, os seus cuidadores, os que sempre viveram e coabitaram com ela.

Mas a vida não tem sido fácil em todos os sentidos, por isso vimos por este meio apelar à família da Tina, nomeadamente aos seus irmãos, irmãs e sobrinhos – porque eu já não tenho família da parte materna e paterna -, uma subscrição onde cada um possa contribuir com o que puder, para a compra de uma cama e de um colchão a fim de a Tina poder estar acomodada com maior e melhor conforto que o que proporciona, no estado actual dela, uma cama normal mesmo com colchão de molas.

Sendo em Espanha mais baratos que em Portugal, na empresa onde comprei há dois anos a cadeira de rodas quando a Tina deu uma queda cá em casa, os nomes e modelos destes dois equipamentos são os que se seguem, com os respectivos preços:

– Cama articulada hospitalar com elevador – 200cm comprimento; Largura 90cm – € 755,99
(Cama articulada hospitalar com elevador. 200cm comprimento para geriatría Ref: 271-GERELEV200-90 )

– Colchão Anti-escaras EPSUS com Resguardo Promust PU H – € 244,99
(Colchão de módulos amovíveis EPSUS mono-bloco mono-sustentação. Classe 1. Para prevenção de riscos médio a alto. Bordas estabilizadoras. Dimensões: 198 x 88 x 17 cm. Inclui resguarde Promust PU HD.
Ref: 364-VE208MBHIPH )

ambos os preços com o IVA incluído, no tal de € 1.000,98.

Para quem pretender consultar esses equipamentos:

– Cama: http://www.quirumed.com/pt/cama-articulada-hospitalar-com-elevador-200cm-comprimento.html?sid=68354
– Colchão: http://www.quirumed.com/pt/catalog/product/view/id/54585/s/colch-o-anti-escaras-epsus/category/531/?sid=77574

A firma chama-se QUIRUMED e é em Espanha.

Eu entendo que a situação actual de todos nós não está para despesas, mas dentro das possibilidades de cada um, o que puder contribuir para esta compra, agradeço em meu nome, da Tina e da Vera, agradecendo a tua colaboração no contacto com a família para dar conhecimento deste meu pedido.

Junto imagens dos dois artigos que foram dos mais baratos que consegui encontrar.

Obrigado

F Gomes

Na passada sexta-feira e a conselho da enfermeira da USF, seria muito aconselhável a Tina ter um colchão especial anti-escaras já que as feridas que ela actualmente tem, poderão agravar-se. Fiz uma pesquisa no Google e deparei-me com este colchão:

 

da firma Ergométrica.pt e que custa € 75,00 já com compressor incluído.

Indicado para pessoas acamadas para prevenção de escaras.

Características Standard:

  • É colocado por cima do colchão existente
  • Colchão anti-escaras de ar alternado com compressor. As suas câmaras de ar que se enchem e esvaziam alternadamente activando a circulação e prevenindo a formação de escaras
  • O fluxo do ar é regulado mediante o peso da pessoa
  • De fácil limpeza e desinfecção.
  • Medidas:0.90x190cm – Peso máx. utili. 100kg

Estamos à espera que o Fisco reembolse a Vera do que ela descontou a mais e embora alguém do governo tivesse afirmado que as devoluções, em média, seriam de 25 dias, o facto é que a Vera entregou a declaração electrónica no dia 1 de Abril e passados mais de SESSENTA DIAS, ainda não recebeu e claro, nem vai ter direito a juros de mora… É este o Estado de Direito e pessoa de bem que temos…

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
4 dias ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
2 semanas ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=81476122_1488659487264]