95: 03.Out.2016

0-lutotransp200(actualização às 19:00 horas)

e-mails enviados hoje à CGA, CNP :

Para: ‘CGA Geral’ <cga@cgd.pt>

Boa tarde

Pretendo saber se o CNP já se dignou responder ao v/ e-mail e fax já que ainda não obtive qualquer tipo de resposta daquela instituição.

Tendo recebido hoje o meu cartão de pensionista (sobrevivência) com o nº. 000951812 01, pretendo saber, se possível, quando será paga as pensões de sobrevivência.

Obrigado,
========================

Para: _0CNP <cnp-pensoes@seg-social.pt>

Boa tarde

Sem qualquer resposta aos meus e-mails anteriores, apenas pergunto se V. Exas. conseguem (sobre)viver sem dinheiro. Gostaria de conhecer a fórmula.

Obrigado,

========================

Para: ‘apoio.msess@msess.gov.pt’

Boa tarde

Pretendo saber uma resposta ao meu e-mail infra.

Obrigado

=========================

Para: ‘iss-ip@seg-social.pt’

Boa tarde

Pretendo saber uma resposta ao meu e-mail infra.

Obrigado

=========================

Os e-mails infra, acima mencionados, referem-se às solicitações sobre o não pagamento das pensões de sobrevivência de Agosto e Setembro, ao subsídio de funeral e ao facto de o CNP não ter dado qualquer resposta quer aos meus e-mails, quer aos da CGA.

====================

Mais uma noite em branco, por “falta” de sono. E como se não bastasse, às 05:00 horas da madrugada tinha a minha filha em coma hipoglicémico – uma vez mais -, e sem dar cor dela.

Para não chamar novamente o INEM que da última vez a trataram muito rudemente o que a levou a fazer uma queixa no portal deles, dei-lhe uma injecção de GlucoGen o que arromba ainda mais o meu já depauperado orçamento familiar uma vez que cada injecção destas, sem qualquer tipo de comparticipação, custa quase 20 euros e eu não posso andar a comprar esta injecção todos os dias.

É o excelente serviço nacional de “saúde” que temos, é o Estado miserável que temos, é a merda de regime que temos! Quem não tem dinheiro ou quem está a sofrer o austericídio (que ainda continua) à espera que lhe paguem o que tem a receber de direito por parte do Estado Português, vai morrendo lentamente. O Hitler foi mais rápido a matar judeus.

logo_transp_200

21.Out.2017

21.Out.2017

9 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam…
Read More
9 horas ago21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017

18.Jul.2016-18.Out.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive…
Read More
4 dias ago18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017

14.Out.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.…
Read More
1 semana ago14.Out.2017
07.Out.2017

07.Out.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu…
Read More
2 semanas ago07.Out.2017
01.Out.2017

01.Out.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass…
Read More
3 semanas ago01.Out.2017

[powr-hit-counter id=e63d0f58_1488654278987]

91: 28.Set.2016

(Actualização às 23:30 horas)

Depois dos 5 elementos do INEM terem saído cá de casa, a Vera queixou-se que lhe doía o peito e sentiu que alguém estava aos socos no peito dela, assim como fazia pressão com os dedos na omoplata, levando todo o dia de hoje – que ainda se mantém – com as mesmas dores, nomeadamente quando dá algum geito ao corpo que pressione a zona afectada. Fica aqui uma imagem da ocorrência dado que ela apresentou queixa no Portal do INEM:

27092016

04:45 horas da madrugada, nova chamada para o INEM (estiveram cá anteontem) dado que fui encontrar a minha filha estendida no chão do quarto em coma hipoglicémico (31), a espumar da boca e com convulsões.

Difícil viver com esta carga em cima dos ombros!

Entretanto, nada de respostas das entidades a quem enviei e-mails e apenas faltam DOIS DIAS para o final do mês…

Nada mais tenho a dizer.

logo_transp_200

21.Out.2017

21.Out.2017

9 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam…
Read More
9 horas ago21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017

18.Jul.2016-18.Out.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive…
Read More
4 dias ago18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017

14.Out.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.…
Read More
1 semana ago14.Out.2017
07.Out.2017

07.Out.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu…
Read More
2 semanas ago07.Out.2017
01.Out.2017

01.Out.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass…
Read More
3 semanas ago01.Out.2017

[powr-hit-counter id=e4ea4a1f_1488654389965]

75: 14.Set.2016

0-lutotransp200Hoje, sinto-me completamente desfeito! Pelas 04:00 horas da madrugada tive de chamar o INEM dado que não consegui reanimar a minha filha de um coma hipoglicémico (34) nem com a habitual papa de açúcar na bochecha.

Depois de mais de meia-hora e uma injecção intra-venosa de glucose, os técnicos do INEM saíram e um episódio completamente descabido e anormal decorreu.

Quando os técnicos do INEM iam a sair a porta, vi a minha filha atrás deles e pensei que ela tinha de ir ao hospital mas ela disse-me que ia apenas à ambulância para lhe tirarem a agulha que eles tinham aplicado nas costas da mão para lhe injectarem a glucose (!!!???!!!).

Das (muitas) vezes anteriores que este mesmo episódio aconteceu aqui em casa, NUNCA foi necessária esta deslocação dado que o enfermeiro que colocava a agulha, retirava-a depois. E o facto é que a minha filha tinha saído de um coma, completamente encharcada em suor (uma das reacções que costuma ter quando os valores descem a níveis muito baixos) e a noite estava fria! Para apanhar uma pneumonia não era preciso mais!

Ela desceu as escada, atravessou a rua a tremer dado que a ambulância estava estacionada do outro lado, e disse-me depois que tinha assinado um papel e tinha pedido que se despachassem a tirar-lhe a agulha da mão porque estava cheia de frio…

Das outras vezes, costuma aparecer primeiro a ambulância e depois um carro com um(a) médico(a) que verifica a situação, não sei se foi por não ter aparecido o segundo carro que ela teve de assinar o papel mas concordo que no estado em que ela se encontrava, foi COMPLETAMENTE IRRACIONAL, DESPROPOSITADO e INCONCEBÍVEL, a sua saída para a rua para fazer o que atrás mencionei!

Talvez por ter sido a primeira vez que esta situação aconteceu – a chamada do INEM a casa -, depois da morte de minha esposa que me deitou abaixo porque ainda não me encontro refeito do profundo golpe de separação e o meu estado psicológico abanou como um tsunami.

Quem pensa que também ser cuidador de um diabético é pera doce e não requer grandes entregas, está profundamente enganado porque tenho de levantar-me de noite para ver se ela se encontra bem.

logo_transp_200

21.Out.2017

21.Out.2017

9 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam…
Read More
9 horas ago21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017

18.Jul.2016-18.Out.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive…
Read More
4 dias ago18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017

14.Out.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.…
Read More
1 semana ago14.Out.2017
07.Out.2017

07.Out.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu…
Read More
2 semanas ago07.Out.2017
01.Out.2017

01.Out.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass…
Read More
3 semanas ago01.Out.2017

[powr-hit-counter id=cbcacb51_1488655100741]

63: 27.Ago.2016

0-lutotransp200A minha filha não tem estado bem nos últimos 3 dias dado que anteontem e ontem, antes de jantar, apresentava valores glicémicos na ordem dos 30, sendo que ontem estava com convulsões.

Hoje, ao acordar, estava com 25 e completamente encharcada em suor. Esta situação nem sempre é a mesma dado que por vezes tem estes valores e encontra-se seca, mas conseguiu recuperar bem embora penso que tivesse caído de joelhos no chão ao levantar-se dado que ouvi um barulho no quarto dela e quando a fui ver estava agarrada à porta do quarto no estado que atrás referi. Os joelhos estavam esfolados ligeiramente.

valoresdeglicemia
Portal da Diabetes

Influência na Saúde

A manutenção da glicemia em valores fora do padrão normal, tanto para mais quanto para menos, acarreta em uma série de complicações à saúde, além do diabetes. Pesquisa publicada no respeitado periódico Neurology[1] em Setembro de 2012 comprovou que até mesmo valores de glicemia considerados um pouco acima do normal são um grave perigo para a saúde cerebral. De acordo com o estudo, idosos que mantiveram os valores de glicemia bem próximos ao valor considerado normal (110 mg/dL) apresentaram uma perda de 6-10% no volume cerebral ao longo de quatro anos, o que pode acarretar em doenças neurológicas como Alzheimer e demência. O encolhimento cerebral exibido por eles foi consideravelmente maior em comparação a idosos que possuíam valores de glicemia menores.

glicose01

glicose02

Wikipedia

0-assinatura

21.Out.2017

21.Out.2017

9 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam…
Read More
9 horas ago21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017

18.Jul.2016-18.Out.2017

4 dias ago cuidador cuidador
Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive…
Read More
4 dias ago18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017

14.Out.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.…
Read More
1 semana ago14.Out.2017
07.Out.2017

07.Out.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu…
Read More
2 semanas ago07.Out.2017
01.Out.2017

01.Out.2017

3 semanas ago cuidador cuidador
A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass…
Read More
3 semanas ago01.Out.2017

[powr-hit-counter id=47c4a6e5_1488655434214]

36: 14.Jul.2016

A noite foi calma, a Vera é que ao acordar estava com valores baixos (43) e muito agressiva, mas recuperou bem.

Pelas 14:00 horas fui acordar a Tina para lhe dar a medicação e o almoço que cada dia que passa está a tornar-se muito mais difícil pois ela rejeita os medicamentos e a alimentação.

Os comprimidos já têm de ser pisados num almofariz de porcelana e diluídos em água e se antes ainda chupava por uma palhinha de refresco, agora já têm de ser dados pela boca via seringa.

Quanto à sopa, a maior parte das vezes morde a colher, cospe o que tem na boca e torna-se muito difícil alimentar uma pessoa neste estado. É por isto que os hospitais não querem lá doentes deste tipo porque dão MUITO TRABALHO e trabalho não é nada bom para eles pelos vistos…

Por isso os familiares/cuidadores que se amanhem e que se vão desgastando e destruindo o que vai restando da sua sanidade mental e psicológica.

Pena a médica e as enfermeiras não estarem presentes nestas alturas para verem, ao vivo e a cores, a situação, embora elas saibam, melhor que ninguém, qual será o resultado final.

O jantar foi outro inferno. Amanhã vou dizer às enfermeiras que ou arranjam solução para a situação de a Tina rejeitar a comida ou vou ter de começar a tomar atitudes mais drásticas, inclusive chamar a polícia para tomar conta da ocorrência pois eu não quero que me acusem de estar a matar a Tina à fome e à sede!

E não venham com as habituais cantilenas de não há meios, não há recursos… Os meios e recursos são desviados da Saúde para continuar a alimentar os bandalhos e corruptos dos banqueiros que fazem vida de reis e onde nada lhes acontece? Merda de povo este que já nem consegue sacudir as moscas com as orelhas…

 

0-assinatura

21.Out.2017
cuidador cuidador 9 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam… Read More

21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive… Read More

18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.… Read More

14.Out.2017
07.Out.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu… Read More

07.Out.2017
01.Out.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass… Read More

01.Out.2017

[powr-hit-counter id=f68c31b6_1488656448789]

33: 11.Jul.2016

O jantar de ontem da Tina foi atribulado, aliás, durante todo o dia de ontem esteve extremamente agitada, apesar de ter tomado dose dupla de Quetiapina.

São 03:30 da madrugada e ainda não consegui dormir porque a Tina ainda não acalmou depois de ontem ter tomado 4 doses de 50mg de Quetiapina (normalmente toma metade desta dose) e 25mg de Serenal ao deitar. Um dia inteiro nesta agitação como nunca tinha acontecido.

Quem consegue adormecer com uma pessoa ao lado, embora noutra cama, a gritar “ó da guarda”; “quem me acode”, bem perceptível?

Fica aqui uma pequena amostra, tirada às 03:00 horas da madrugada.

07:20 horas da manhã e sem pregar olho… A Tina continua agitadíssima e só espero que as horas passem depressa para que a médica veja, ao vivo e a cores, a situação não só da Tina mas a minha e da Vera, pois estamos a ser muito afectados – e cada vez mais – psicologicamente.

Um dia inteiro agitada (Domingo), 4 doses de 50mg de Quetiapina ao longo do dia mais uma de Serenal (25mg) ao deitar e a noite levou-a toda sem dormir e a gritar ó da guarda quem me acode!

Será possível que esta gente está a lidar com animais selvagens ou com seres humanos a necessitarem – já desde há muito tempo atrás – de internamento hospitalar e não o dão? PORQUÊ? Será que têm de canalizar o dinheiro para os CORRUPTOS DA BANCA?

0-assinatura

21.Out.2017
cuidador cuidador 9 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam… Read More

21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive… Read More

18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.… Read More

14.Out.2017
07.Out.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu… Read More

07.Out.2017
01.Out.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass… Read More

01.Out.2017

[powr-hit-counter id=03f2dca4_1488656586001]

 

32: 10.Jul.2016

Uma noite quase calma, um dia mais que agitado. Parece que ao fim-de-semana, a dose é extra.

Amanhã, tenho cá em casa a médica de família e a(s) enfermeira(s) – às vezes vem uma, outras vezes vêm duas, nunca se sabe -, a primeira para reavaliar a D. Albertina (quantas “reavaliações” serão ainda necessárias?), a(s) segunda(s) para fazer limpeza às úlceras e colocar pensos novos.

Fica um vídeo de um a altura em que a Tina estava a desatinar, embora esta não fosse a pior fase…

0-assinatura

21.Out.2017
cuidador cuidador 9 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam… Read More

21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive… Read More

18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.… Read More

14.Out.2017
07.Out.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu… Read More

07.Out.2017
01.Out.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass… Read More

01.Out.2017

[powr-hit-counter id=1b724820_1488656612906]

28: 05.Jul.2016

Mais uma noite quase que em branco dado que a Tina, mais uma vez, esteve muito agitada e sem dormir. Depois de lhe dar a terceira dose de Quetiapina, pelas 05:00 horas, conseguiu acalmar, encostei-me um pouco para descansar a cabeça já que meia hora depois tinha de acordar a Vera.

Quanto a Vera, sem problemas, valores um pouco altos mas depois fui deitar-me e fiz uma directa até quase ao meio-dia, embora tivesse acordado duas vezes pelo meio para ver como estava a Tina.

Os vídeos, com narração, a seguir inseridos, dão conta da forma como a Tina está a ser alimentada e as peripécias que hoje aconteceram e que nem foram todas mencionadas.

Desde as 13:00 horas até cerca das 15:30 a tentar ligar para a consulta de Psiquiatria e sem atenderem já que o sinal era de chamada e não de impedido. Liguei para S. Francisco Xavier que é a Central da rede hospitalar desta zona e deram-me mais 2 números que, como os que já me tinham dado, tocaram, tocaram e nada!

Entretanto, recebi uma chamada da médica psiquiatra do Egas, dra. Inês Macedo, que pode ser resumidamente analisada no primeiro vídeo abaixo.

A Tina, depois de almoçar, em descanso apenas (hoje) com meia dose de Quetiapina:

05072016_01

05072016_02

0-assinatura

21.Out.2017
cuidador cuidador 9 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam… Read More

21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive… Read More

18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.… Read More

14.Out.2017
07.Out.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu… Read More

07.Out.2017
01.Out.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass… Read More

01.Out.2017

[powr-hit-counter id=b34b59dd_1488656744852]

26: 03.Jul.3016

Uma noite em “branco” dado que a Tina nem com 3 doses de 50mg de Quetiapina e o Serenal 25mg conseguiu ficar mais calma durante quase todo o dia e toda a noite.

Eram 06:30 horas da madrugada quando ela acalmou um pouco e deu também para poder deitar-me e tentar descansar na medida do possível.

Fica aqui um vídeo do final desse período de agitação em que lhe perguntei o que estava a fazer e a Tina respondeu “estou a brincar”… Quase que já nem se percebe o que ela (pouco) diz, mas ainda vai dando para perceber algumas palavras.

Quanto aos medicamentos, já têm de ser dados pela boca através de uma seringa porque ela rói a palhinha e não quer tomá-los.

Eu não tenho medo da morte já que andei de mãos dadas com ela durante quase dois anos na guerra, mas a minha preocupação é a de não ter ninguém que me acuda se me der alguma borrasca. E depois quem vai cuidar da Tina e da Vera? Vai acontecer o que se lê pelos jornais? Cheiros nauseabundos devido a corpos em decomposição por falta de assistência?

Ainda estou à espera há mais de uma semana que a médica de família me dê uma resposta aos tais cuidados paliativos que me falou e que iria contactar a assistente social do Centro de saúde para referenciar essa situação. Até hoje, ABSOLUTAMENTE NADA!

Também estou (ainda) à espera da resposta a e-mails que lhe enviei informando-a que não podia fazer as análises que me prescreveu (sangue e urina) dado que não posso deixar a Tina sozinha em casa para deslocar-me ao laboratório. Nessa credencial existe um quadrado que tem de ser assinado pelo médico, a fim desses exames serem ao domicílio e assim evitar ter de pagar 15 ou 20 euros pela deslocação… Esta gente deve continuar a pensar que nadamos em euros…

0-assinatura

21.Out.2017
cuidador cuidador 9 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam… Read More

21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive… Read More

18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.… Read More

14.Out.2017
07.Out.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu… Read More

07.Out.2017
01.Out.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass… Read More

01.Out.2017

[powr-hit-counter id=fa2fa26b_1488656814848]

25: 01.Jul.2016

05:00 horas da madrugada, dado o cansaço, falhei a primeira ronda da noite que deveria ter sido por volta das 03:00 horas, mas às 05:00 fui ver a Vera e vi que não estava bem (de novo). Tirei-lhe os valores e estava com 45. Acordei-a com muita dificuldade e consegui dar-lhe uma pastilha de GlucoTabs e a CocaCola. Ao fim de um quarto de hora conseguiu normalizar e deitou-se de novo.

Entretanto, a Tina esteve toda a noite muito agitada, acordada e a falar (não se percebe o que diz) apesar de ter tomado o Serenal como habitualmente. Tive de lhe dar meio comprimido de Quetiapina 100mg e por volta das 05:30 conseguiu acalmar.

Entretanto, tive de chamar a Vera dado que sou o despertador dela uma vez que é a única forma de ela acordar.

Também e devido ao cansaço, deixei-me adormecer e nem ouvi o despertador às 08:50 horas, altura em que me levanto quando vêm cá as enfermeiras para fazer o tratamento à Tina. Acordei eram 09:20 horas meio zaranza mas por sorte elas ainda não tinham batido à porta. Chegaram pelas 09:45 horas… Sorte a minha… Ficam aqui algumas imagens da sessão de hoje.

Entretanto, ficam aqui imagens do estado em que a Tina se encontra e quem quiser que tire as devidas conclusões. Estas imagens foram tiradas ontem à noite quando eu e a Vera estávamos a fazer-lhe a cama.

01072016_01

Acham que uma pessoa, um SER HUMANO, neste estado de degradação absoluta, deve estar em casa sem o mínimo de cuidados que um hospital pode fornecer? Fica a pergunta.

0-assinatura

21.Out.2017
cuidador cuidador 9 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. Mais 3 florzinhas vermelhas a juntar às que lá estavam… Read More

21.Out.2017
18.Jul.2016-18.Out.2017
cuidador cuidador 4 dias ago

Há 15 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vive… Read More

18.Jul.2016-18.Out.2017
14.Out.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Visita semanal à campa da nossa querida Tina, com florzinhas azuis e brancas.… Read More

14.Out.2017
07.Out.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Antes da visita semanal à campa da Tina, encontrei uma antiga amiga dela, conhecidas de décadas e qu… Read More

07.Out.2017
01.Out.2017
cuidador cuidador 3 semanas ago

A nossa visita de hoje, dado que ontem não existiu disposição da minha parte. Acontece e há dias ass… Read More

01.Out.2017

[powr-hit-counter id=f650768f_1488656847143]