344: 15.Jul.2019

A pedra da campa continua por colar desde há 3 SEMANAS!!! Incrível como esta gente respeita a escolha que fizemos para tratar da última morada da Tina! E eram alguns…

Flores secas retiradas, a Vera colocou água no copo mais o novo raminho, ficou muito bonito.

Como dia 18 fazes 3 anos que nos deixaste, faremos uma visita especial nesse dia, isto se o tempo deixar… Hoje, ficam as imagens que representam a nossa eterna Saudade minha querida.

 

343: 08.Jul.2019

Dia de visita semanal à nossa querida Tina. Um pormenor: até no cemitério as carroças de 4 rodas ocupam o espaço da via pública, já que os passeios nesta zona estão esburacados e cheios de lombas, obrigando a quem tem mobilidade reduzida a encontrar um mamarracho destes pela frente e fazer exercícios de contorcionismo para poder passar? Não podiam encostar a carroça a um dos passeios? Ah! É hora de almoço, no problem… Porra, pá!!!

Quando não existem funerais, o que fazem os funcionários da câmara? As campas, pelo menos a da Tina, rara é a vez em que lá vamos em que o cascalho não se encontre esburacado pelos gatos que até se dão ao luxo de mijarem para cima… E para ajudar à imagem, pedra do fundo descolada. Fornecedor foi avisado já a semana passada mas “quando tiver tempo, passo por lá…”

Mas vamos à visita. Flores murchas para o lixo, água mudada pela Vera, novo arranjo de flores muito bonito. Não te esquecemos minha querida!

 

341: 28.Jun.2019

Hoje, foi dia de visita habitual. Levámos um raminho de flores amarelas muito bonito, a Vera mudou a água do copo, tirou as flores murchas, compôs o novo raminho e ficou muito bonito.

Aqui o fotógrafo, por incrível que pareça, “esqueceu-se” da câmara fotográfica em casa…!!! Teve de recorrer ao smartphone que não é a melhor opção para fotografar, mesmo que o bicho seja topo de gama. Mas aqui ficam:

340: 19.Jun.2019

Ontem não fomos ao cemitério porque o tempo estava muito incerto, dava chuva, afinal não choveu, mas hoje, fomos chovesse ou não chovesse. E a chuva aqui do rectângulo não tem nada a ver com as chuvas tropicais que apanhei em África…

A Vera tinha comprado ontem um bonito raminho de flores e cá está ele com as flores da semana passada que se aproveitaram algumas:

 

18.Jun.2019 – 35 meses

Faz hoje trinta e cinco meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

 

337: 08.Jun.2019

Dia de visita à nossa querida, cada vez com mais saudades. Hoje, levámos um raminho muito bonito, mudou-se a água do copo, eliminaram-se as flores murchas e a composição ficou catita.

335: 01.Jun.2019

Dia de visita, minha querida e no regresso a casa, fiquei extremamente chocado mas isso conto mais adiante.

Ainda tinhas as flores desta semana em boas condições, a Vera apenas mudou a água do copo e fez-se novo arranjo com o ramo que te levámos, oferta da senhoria que esteve cá de passagem.

E agora vamos à história do ter ficado chocado. Estava na paragem do autocarro em Santo Amaro com a Vera para regressarmos a casa, sentei-me no banco da paragem e quando olhei para o meu lado direito vi uma senhora sentada, cujo perfil e físico era uma cópia da tua imagem, nos últimos anos da tua existência, excepto quando se levantou e verifiquei que era mais baixa que tu.

Chorei, não sinto vergonha de o dizer, porque fez-me lembrar a tua imagem e parecia que estavas ali sentada ao meu lado! O perfil do nariz, da face, o queixo, o pescoço, o corpo, a boca, os óculos e até o cabelo que era dourado e atrás tinha canudos, como uma vez fizeste num dos muitos penteados que fazias questão de ter… Apenas as calças de ganga não condiziam com a tua indumentária habitual pois não gostavas de andar de ganga.

Não resisti a tirar, dissimuladamente, uma fotografia com o smartphone, para relembrar aquele momento e o tremendo choque que me causou, E aqui estão as imagens:

Desculpa comparar-te a alguém porque tu foste única, mas as semelhanças são tão impressionantes que das irmãs que tens – e nenhuma é parecida contigo – até parece que eram irmãs gémeas…

 

332: 27.Mai.2019

Dia da habitual visita à nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam secas, a Vera mudou a água e substituiu-as por um novo raminho de flores mais resistentes a estas temperaturas altas. Ficou um arranjo muito bonito.

 

330: 20.Mai.2019

A habitual visita de segunda-feira (ou de outro dia conforme estiver o tempo e as finanças), mas seja qual for o dia, estás e estarás sempre nos nossos corações.

Hoje, tiveste um lindo ramo de flores que a Vera arranjou na jarra. O tempo também ajudou.

 

18.Mai.2019 – 34 meses

Faz hoje trinta e quatro meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.