330: 20.Mai.2019

A habitual visita de segunda-feira (ou de outro dia conforme estiver o tempo e as finanças), mas seja qual for o dia, estás e estarás sempre nos nossos corações.

Hoje, tiveste um lindo ramo de flores que a Vera arranjou na jarra. O tempo também ajudou.

 

18.Mai.2019 – 34 meses

Faz hoje trinta e quatro meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

328: 13.Mai.2019

Hoje foi dia de visita à campa da nossa querida e não levámos flores, mas sexta-feira, vais ter um raminho bonito. Devido ao calor, as flores da semana passada estavam secas, foram para o lixo, a Vera mudou a água do copo e ficaste com as flores habituais.

 

327: 06.Mai.2019

Hoje, era para irmos fazer-te a visita semanal mas apenas vai a Vera, desculpa eu não estar presente mas passei a noite mal, nem sei o que tinha, tive de acordar a Vera às 4 da madrugada, mas a “coisa” passou uma hora depois e lá consegui adormecer até às 09:00 horas da manhã.

As preocupações, os aborrecimentos, as desilusões, são muitas e de vez em quando fazem-se sentir no meu estado geral.

A Vera trouxe ontem um raminho de flores que vai juntar-se ao que já tens, mas para já, ficam aqui as imagens dele. Ela vai levar a câmara e quando chegar, coloco aqui o resto das imagens.

Imagens tiradas pela Vera

 

326: 01.Mai.2019

Hoje, é um dia muito especial de recordação, de imensa dor e muita saudade.

Se fosses viva, farias hoje 84 anos de idade Deixaste-nos há quase 33 meses mas estás e estarás sempre presente nos nossos corações, no nosso pensamento e nas nossas recordações.

Com este, é o terceiro ano consecutivo que não apagas as velas do teu bolinho de aniversário minha querida. 52 anos de casados é mais que uma vida e com bons e menos bons momentos, com a minha ausência de 22 meses na guerra, passámos tempos felizes uns, difíceis outros, mas criaste as nossas duas filhas e as nossas duas netinhas que já estão umas mulherzinhas. A Raquel daqui a um mês fará 19 anos e a Rita fez 13 no passado mês de Dezembro.

Não se desejam parabéns a falecidos mas onde quer que estejas, saberás que nunca te esqueceremos minha querida.

Hoje, eu e a Vera vamos visitar a tua campa, onde repousas no teu Sono Eterno. Estivemos contigo anteontem e há dois anos atrás, tiveste a visita da outra filha Sandra e das duas netas, hoje somos apenas nós. Estivemos a fazer-te companhia durante um bom bocado. O dia está lindo, é Primavera, pena não estares cá para podermos ir à feira do Restelo (se é que ainda existe), onde gostavas tanto de comprar as tuas bugigangas…

Qualquer dia encontramo-nos…

(Actualização 01.05.2019@15:00 horas)

Chegámos há pouco do cemitério e deixámos na tua campa mais um raminho de flores muito bonito em homenagem ao teu Dia de Aniversário e umas sentidas lágrimas de muita Saudade, minha querida.

325: 29.Abr.2019

A última visita que te fizemos, foi a 19 de Março, há mais de um mês! Problemas de saúde, de meteorologia e de… orçamento, fizeram não que te esquecêssemos, mas nos impossibilitaram da habitual visita semanal. Hoje, dia de calor, Sol abrasador e apesar das chuvas dos últimos dias, as tuas flores estavam murchas como seria de esperar. Nas hoje ficaste com um lindo ramo de flores. Nunca te esqueceremos querida. Estás e estarás nos nossos corações, sempre, até à morte.

 

18.Abr.2019 – 33 meses

Faz hoje trinta e três meses que nos deixaste para sempre e a Saudade não sai dos nossos corações. Lembrar-te-emos sempre enquanto formos vivos. Descansa em Paz meu amor.

 

322: 15.Mar.2019

Dia de visita à nossa querida Tina, hoje com um raminho de flores super-lindo.

 

319: 08.Mar.2019

O dia amanheceu solarengo e aproveitámos e fomos fazer-te uma visita. Ontem, já aqui tinha deixado uma imagem das flores que a Vera comprou e hoje ficam as imagens finais. As flores, dado a chuva e vento forte que tivemos nos últimos dias, deram cabo das flores que tínhamos colocado na última visita e o cemitério era uma desolação com jarras de flores em pedra deitadas ao chão, flores arrancadas aos vasos…

 

317: 25.Fev.2019

Dia de visita, mas hoje não tivemos hipótese de te comprar umas florzinhas, querida. Problemas financeiros devido ao ROUBO que o xuxa pseudo-“socialista” do actual governo, carrasco dos pobres e benemérito dos ricos, infligiu no pagamento do IRS de 2017 – já não te encontravas entre nós -, no DOBRO de quando eras viva e tínhamos as nossas pensões de reforma por inteiro, resolveu castigar-me por ter ficado viúvo…

O que desejo a toda essa escumalha política é que tenham o castigo mais severo que merecem, embora a “justiça” neste país seja direccionada apenas em favor dos ricos.

O inferno deste pagamento de 150 euros mensais desde Setembro do ano passado, só vai acabar no final de Março (7 prestações). Feitas as contas, o ano passado não tive nem subsídio de férias nem de natal.

A saúde também não tem andado boa – e teria de estar com todas estas merdas? -, quebras de tensão com perda de consciência, o que vale é que tenho recuperado bem e a Vera com os valores glicémicos a descer e a subir…

Mas a Vera tirou do raminho da semana passada umas 3 flores que estavam mais murchas, mudou a água do copo e ficaste com um raminho jeitoso.