36: 14.Jul.2016

A noite foi calma, a Vera é que ao acordar estava com valores baixos (43) e muito agressiva, mas recuperou bem.

Pelas 14:00 horas fui acordar a Tina para lhe dar a medicação e o almoço que cada dia que passa está a tornar-se muito mais difícil pois ela rejeita os medicamentos e a alimentação.

Os comprimidos já têm de ser pisados num almofariz de porcelana e diluídos em água e se antes ainda chupava por uma palhinha de refresco, agora já têm de ser dados pela boca via seringa.

Quanto à sopa, a maior parte das vezes morde a colher, cospe o que tem na boca e torna-se muito difícil alimentar uma pessoa neste estado. É por isto que os hospitais não querem lá doentes deste tipo porque dão MUITO TRABALHO e trabalho não é nada bom para eles pelos vistos…

Por isso os familiares/cuidadores que se amanhem e que se vão desgastando e destruindo o que vai restando da sua sanidade mental e psicológica.

Pena a médica e as enfermeiras não estarem presentes nestas alturas para verem, ao vivo e a cores, a situação, embora elas saibam, melhor que ninguém, qual será o resultado final.

O jantar foi outro inferno. Amanhã vou dizer às enfermeiras que ou arranjam solução para a situação de a Tina rejeitar a comida ou vou ter de começar a tomar atitudes mais drásticas, inclusive chamar a polícia para tomar conta da ocorrência pois eu não quero que me acusem de estar a matar a Tina à fome e à sede!

E não venham com as habituais cantilenas de não há meios, não há recursos… Os meios e recursos são desviados da Saúde para continuar a alimentar os bandalhos e corruptos dos banqueiros que fazem vida de reis e onde nada lhes acontece? Merda de povo este que já nem consegue sacudir as moscas com as orelhas…

 

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=f68c31b6_1488656448789]

33: 11.Jul.2016

O jantar de ontem da Tina foi atribulado, aliás, durante todo o dia de ontem esteve extremamente agitada, apesar de ter tomado dose dupla de Quetiapina.

São 03:30 da madrugada e ainda não consegui dormir porque a Tina ainda não acalmou depois de ontem ter tomado 4 doses de 50mg de Quetiapina (normalmente toma metade desta dose) e 25mg de Serenal ao deitar. Um dia inteiro nesta agitação como nunca tinha acontecido.

Quem consegue adormecer com uma pessoa ao lado, embora noutra cama, a gritar “ó da guarda”; “quem me acode”, bem perceptível?

Fica aqui uma pequena amostra, tirada às 03:00 horas da madrugada.

07:20 horas da manhã e sem pregar olho… A Tina continua agitadíssima e só espero que as horas passem depressa para que a médica veja, ao vivo e a cores, a situação não só da Tina mas a minha e da Vera, pois estamos a ser muito afectados – e cada vez mais – psicologicamente.

Um dia inteiro agitada (Domingo), 4 doses de 50mg de Quetiapina ao longo do dia mais uma de Serenal (25mg) ao deitar e a noite levou-a toda sem dormir e a gritar ó da guarda quem me acode!

Será possível que esta gente está a lidar com animais selvagens ou com seres humanos a necessitarem – já desde há muito tempo atrás – de internamento hospitalar e não o dão? PORQUÊ? Será que têm de canalizar o dinheiro para os CORRUPTOS DA BANCA?

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=03f2dca4_1488656586001]

 

28: 05.Jul.2016

Mais uma noite quase que em branco dado que a Tina, mais uma vez, esteve muito agitada e sem dormir. Depois de lhe dar a terceira dose de Quetiapina, pelas 05:00 horas, conseguiu acalmar, encostei-me um pouco para descansar a cabeça já que meia hora depois tinha de acordar a Vera.

Quanto a Vera, sem problemas, valores um pouco altos mas depois fui deitar-me e fiz uma directa até quase ao meio-dia, embora tivesse acordado duas vezes pelo meio para ver como estava a Tina.

Os vídeos, com narração, a seguir inseridos, dão conta da forma como a Tina está a ser alimentada e as peripécias que hoje aconteceram e que nem foram todas mencionadas.

Desde as 13:00 horas até cerca das 15:30 a tentar ligar para a consulta de Psiquiatria e sem atenderem já que o sinal era de chamada e não de impedido. Liguei para S. Francisco Xavier que é a Central da rede hospitalar desta zona e deram-me mais 2 números que, como os que já me tinham dado, tocaram, tocaram e nada!

Entretanto, recebi uma chamada da médica psiquiatra do Egas, dra. Inês Macedo, que pode ser resumidamente analisada no primeiro vídeo abaixo.

A Tina, depois de almoçar, em descanso apenas (hoje) com meia dose de Quetiapina:

05072016_01

05072016_02

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=b34b59dd_1488656744852]

26: 03.Jul.3016

Uma noite em “branco” dado que a Tina nem com 3 doses de 50mg de Quetiapina e o Serenal 25mg conseguiu ficar mais calma durante quase todo o dia e toda a noite.

Eram 06:30 horas da madrugada quando ela acalmou um pouco e deu também para poder deitar-me e tentar descansar na medida do possível.

Fica aqui um vídeo do final desse período de agitação em que lhe perguntei o que estava a fazer e a Tina respondeu “estou a brincar”… Quase que já nem se percebe o que ela (pouco) diz, mas ainda vai dando para perceber algumas palavras.

Quanto aos medicamentos, já têm de ser dados pela boca através de uma seringa porque ela rói a palhinha e não quer tomá-los.

Eu não tenho medo da morte já que andei de mãos dadas com ela durante quase dois anos na guerra, mas a minha preocupação é a de não ter ninguém que me acuda se me der alguma borrasca. E depois quem vai cuidar da Tina e da Vera? Vai acontecer o que se lê pelos jornais? Cheiros nauseabundos devido a corpos em decomposição por falta de assistência?

Ainda estou à espera há mais de uma semana que a médica de família me dê uma resposta aos tais cuidados paliativos que me falou e que iria contactar a assistente social do Centro de saúde para referenciar essa situação. Até hoje, ABSOLUTAMENTE NADA!

Também estou (ainda) à espera da resposta a e-mails que lhe enviei informando-a que não podia fazer as análises que me prescreveu (sangue e urina) dado que não posso deixar a Tina sozinha em casa para deslocar-me ao laboratório. Nessa credencial existe um quadrado que tem de ser assinado pelo médico, a fim desses exames serem ao domicílio e assim evitar ter de pagar 15 ou 20 euros pela deslocação… Esta gente deve continuar a pensar que nadamos em euros…

0-assinatura

24.Jun.2017
cuidador cuidador 17 horas ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com… Read More

24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos… Read More

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017
cuidador cuidador 1 semana ago

Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi… Read More

17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...
cuidador cuidador 2 semanas ago

... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)… Read More

12.Jun.2017
cuidador cuidador 2 semanas ago

Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh… Read More

[powr-hit-counter id=fa2fa26b_1488656814848]

20: 27.Jun.2016

A manhã começou agitada logo às 07:00 horas, altura em que eu e a Vera fomos fazer a higiene à Tina dado que a enfermeira vem hoje mudar os pensos e fazer os tratamentos.

Tive de lhe dar meio Quetiapina 100mg dado que a Tina não queria tomar o antibiótico das 08:00 horas e já está sendo muito difícil dar-lhe a refeição, mesmo em papa, dado que ela cospe, fecha a boca e diz que não quer.

E é assim que se cuidam doentes com este tipo de patologias, entregues aos familiares que, cada dia que passa, mais desgastados estão e com agravantes nos seus estados de saúde.

Como se isto não bastasse, ou no andar de cima ou no prédio ao lado, desde a semana passada que andam a fazer obras (penso eu) porque ouve-se o barulho do berbequim a furar a parede e o martelo a bater, causando ainda mais desassossego e agitação na Tina.

Hoje, telefonei para a esquadra de Campo de Ourique e perguntei, se nestas condições, o ruído é autorizado. Resposta do polícia que me atendeu: as obras não podem ser proibidas porque têm de ser feitas desde que em horário diurno. Perguntei-lhe se mesmo com dolo do doente existe autorização. Repetiu o mesmo que me tinha dito anteriormente. E pronto é a merda de País em que vivemos, gerido por uma cáfila desclassificada. E como disse o outro, ai aguentamos, aguentamos… Não sei é até quando…

Fica aqui uma “amostra” muito ténue do ruído que pode ser feito, mesmo com pessoas acamadas e com graves problemas de saúde, porque estão a ser feitas obras no horário diurno! FODA-SE! Estes gajos deviam ter, na casa deles, o mesmo que eu tenho na minha!

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

17 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
17 horas ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
1 semana ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=ffa7d4c9_1488657563234]

19: 25.Jun.2016

A manhã da Tina foi sossegada mas depois do almoço virou por completo.

O vídeo mostra apenas um pouco da situação e a dose de Quetiapina (50mg) teve de ser reforçada (100mg) para ver se acalmava.

Veremos com o decorrer do tempo já que são ainda 16:20 horas.

Entretanto, da família da Tina, nem vê-los…!!! Infelizmente ela já não tem capacidade para poder limpar o olho do cu a todos eles!

Um deles, o Dicas, que andou comigo na escola primária da Câmara, quando foi para a guerra em Moçambique logo no início, a Tina ia várias vezes ao S.P.M. (Serviço Postal Militar) no forte do Bom Sucesso em Pedrouços, enviar-lhe encomendas com latas de conserva, enchidos e outros mimos para que ele sentisse que tinha cá quem se lembrava dele.

A paga, nestes momentos dolorosos, é o puro e completo desprezo pela situação em que a irmã se encontra! Quanto aos outros irmãos, apenas uma, a Amélia, vai telefonando e já se prestou a levá-la ao hospital por duas vezes, a última das quais foi à Fundação Champalimaud, ainda a Tina conseguia mover-se. O resto, é tudo estrume da pior espécie!

0-assinatura

24.Jun.2017

24.Jun.2017

17 horas ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada ainda estavam boas, mas com…
Read More
17 horas ago24.Jun.2017
18.JUL-2016 - 18.JUN.2017

18.JUL-2016 – 18.JUN.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Há 11 meses que partiste e ainda parece que foi ontem... Não te esquecemos minha querida, vives nos…
Read More
1 semana ago18.JUL-2016 – 18.JUN.2017
17.Jun.2017

17.Jun.2017

1 semana ago cuidador cuidador
Dia de visita à campa da nossa querida Tina. As flores da semana passada estavam boas (são mais resi…
Read More
1 semana ago17.Jun.2017
Há muitos jagunços merdosos que precisavam de ter passado por isto...

Há muitos jagunços merdosos que pre…

2 semanas ago cuidador cuidador
... para aprenderem a ser Homens com H muito grande, pois a maioria que não foi à tropa ou não fez a guerra do Ultramar, arriscando a vida vinte e quatro horas por dia, com esposa e filha(o)…
Read More
2 semanas agoHá muitos jagunços merdosos que pre…
12.Jun.2017

12.Jun.2017

2 semanas ago cuidador cuidador
Faz hoje, dia 12 de Junho de 2017, 53 anos que começámos a namorar. Foi no baile dos Santos Populares do Mercado de Algés, estava eu a actuar como vocalista do Conjunto Nice 64 e não resististe à minh…
Read More
2 semanas ago12.Jun.2017

[powr-hit-counter id=aee3c4ef_1488657589186]