309: 31.Dez.2018

Última visita deste ano, minha querida, calhou mesmo em dia de visita semanal. Comprámos um raminho muito bonito para juntar ao que lá se encontrava da semana passada e apenas foram tiradas algumas flores que estavam murchas.

Passámos juntos muitos Réveillons, sempre que podia levar-vos onde estava a trabalhar, este é o terceiro ano que não passamos juntos, assim como o natal, apesar de não ligar nenhuma importância a esta quadra festiva, faz-me falta a tua presença. Foram 52 anos de alegrias, tristezas, mas superámos sempre juntos todas essas ondas negativas.

O nosso Réveillon, meu e da Vera, vai ser: de tarde fazer umas rabanadas, aletria doce, já comprámos um Bolo-Rei pequenino e à meia-noite vamos para a janela ver o fogo de artifício no Tejo, vou tentar fazer um vídeo disso e depois vamos lamber os doces e beber um Porto. Já não te posso desejar um Bom Ano Novo e dar-te um beijo mas espero que onde quer que estejas, tenhas toda a Paz do Universo. Até um dia, querida.